• Futebol em Rede

Fraco dentro e fora do campo

O São Paulo completou a tríplice coronhada no Campeonato Paulista. Perdeu todos os três clássicos que disputou. Perdeu do Santos que foi melhor, do Corinthians quando pelo menos correu e do Palmeiras que fez tudo para não ganhar e acabou vencendo. Por tudo que aconteceu na fase de classificação, é melhor jogar a toalha. O time é fraco em campo e fora consegue ser pior ainda com apostas erradas e improvisação. A torcida pega o pé do presidente Leco ( Foto – esporte.uol.com.br ). Ele tem parcela razoável de culpa. Mas não erra sozinho. Raí, diretor de futebol, consegue ser tão inofensivo como o presidente e o time dentro de campo. Apostar num juvenil para dirigir o time em Libertadores, contratar um treinador impossibilitado de assumir e improvisar um dirigente como treinador tampão, deixa clara a incapacidade do São Paulo fora de campo. É um show de horrores. Dentro de campo, não existe uma formação titular, nem confiável. Hernanes não é Zico, Sócrates, Pedro Rocha, Pita, Gerson e etc. É um volante com domínio de bola. Não pode ser o condutor do time. Pablo joga isolado no ataque, nunca vai render. O meio de campo do São Paulo já foi lento, agora é uma sombra do adversário. Carneiro, o uruguaio grandalhão que inventaram, é horrível. Era melhor contratar o lobo mal, pelo menos assustava a vovozinha. Dentro e fora de campo o São Paulo é fraco. Passou da hora de mudar tudo.

#SãoPaulo