• Futebol em Rede

Escola da Vida

Quando olho minha trajetória vejo que fui mais longe do que esperava. Sou praticamente um autodidata. Aprendi muito mais com a vida do que nas Escolas, mas sempre gostei de ler muito. Meu avô Carlos dizia: “Leia, leia sempre. Mesmo num livro ruim você pode encontrar coisas boas ou pelo menos vai aprender a discernir o que é ruim do bom”. Tinha um professor de literatura que dizia mais: Até num Gibi você encontra boas lições. E eu, calma aí professor, num gibi já é demais e então ele calmamente conta uma estórinha do Mickey e do Pateta.

Um dia ensolarado lá estavam num bar João Bafo de Onça e seus gatos bandidos. Mickey, sempre metido a detetive, estava lá no fundo tomando uma bebida tentando ouvir qualquer coisa da conversa dos carinhas. De repente, vem descendo a rua o amigo Pateta. Nisso Bafo de Onça fala com a gataiada toda: “Dá uma olhada, só pode ser um Pateta mesmo. Olha só o que eu faço com ele todos os dias e o cara não se toca” e chama o Pateta: “Vem cá, olha na mão direita tem uma nota de 5 dólares, na esquerda uma de 10, qual você quer?”. O Pateta pega a de 5 e vai embora calmamente.

Mickey fica louco. Vai atrás dele: “Pateta, você é burro mesmo. O cara te oferece uma nota de 5 ou uma de 10 e você pega a de 5. Que negócio é esse?”. A resposta do Pateta deixa Mickey encabulado: “É, mas o dia que eu pegar a de 10 nunca mais vou ganhar 5 todos os dias”.

MORAL DA HISTÓRIA, OU DA ESTÓRIA, NO CASO: Ás vezes o metido a Esperto é mais Pateta do que o Pateta. Não se leve apenas pelas impressões ou feições. Há muito mais do que isso na vida da gente.

FELIZ ANO NOVO

#JoãoBafodeOnça #Mickey #Pateta