• Futebol em Rede

Corinthians jogava feio, mas era bonito. Agora tenta jogar bonito, mas faz feio

Corinthians jogava feio, mas era bonito. Agora tenta jogar bonito, mas faz feio. E bota feio nisso. É vergonhoso ser Eliminado na primeira fase da Libertadores contra um time como o Guarani, do Paraguai, mas acontece e com o Corinthians não é a primeira vez diante desse time, o que só mostra que está virando trauma, ou incompetência mesmo.



Independente do esquema de jogo, o Corinthians tinha obrigação de se classificar. Não conseguiu e se buscam explicações. Passa pela mudança de modelo de jogo a adaptação de novos jogadores e uma nova Comissão Técnica.



Antes o Corinthians era pragmático e ganhava, daí o torcedor dizia: "O Importante é ser campeão" e é verdade. A vitória é doce. Nos últimos 10 anos com um esquema mais defensivo, o time ganhou tudo. Foi vitorioso, mas diziam que jogava feio. Era feio, mas era bonito porque ganhava. Eu com um bilhão de dólares no bolso sou mais bonito que Brad Pitt. Ele sem dinheiro é mais feio que eu.



O futebol do Corinthians começou a ser questionado na sua beleza, ou na falta dela, quando os resultados não vieram. Em 2017, com um futebol de resultados, super amarrado, foi campeão brasileiro e ninguém reclamou do esquema de Carille. Em 2018 e 2019, a situação mudou. Só ganhou o Paulista e ficou pelo caminho nas outras competições. O esquema de jogo foi a primeira vítima.



A grande verdade é que o elenco do Corinthians perdeu qualidade ano a ano. O bom time de Tite, que até jogava bonito e foi campeão brasileiro em 2015, foi se deteriorando. Perdeu peças importantes e as reposições sempre foram bem abaixo do necessário. A diretoria fez péssimas contratações, indicadas ou não pelo treinador. Com bons jogadores qualquer esquema pode funcionar. Mesmo aquele que se joga pela chamada "uma bola só" e dá a bola para o adversário.



Thiago Nunes chegou e o próprio Corinthians avisou que haveria um mudança tática. Ele mudou, dispensou jogadores históricos como Ralf e Jadson, que já estavam fazendo número há algum tempo e viviam das conquistas passadas. Ele poderia ter assumido ainda no ano passado, dizem alguns, e teria sido melhor. Tenho minhas dúvidas. Como tentaria mudar o perfil tático com aqueles jogadores que ele não iria utilizar nesse ano? Poderia ser boicotado dentro do próprio elenco.



Afinal, ele veio para mudar a fisionomia do time, não apenas para completar a temporada e ver no que dava. Acabaria tendo culpa na má classificação do Brasileiro-2019 também. Mas acho que já cometeu erros nesse ano. Seu time toma muitos gols e ele também tem culpa na eliminação da Libertadores. Mas isso é assunto para outro comentário. Até lá.