• Futebol em Rede

Voltou ao protagonismo

A temporada prometia dificuldades para o Real Madrid. Depois de ganhar tudo, perdeu seu maior ídolo, o seu treinador e teve um início de trabalho desanimador. Santiago Solari ( Foto – edition.cnn.com ) assumiu na vaga de fraco Lopetegui e deve dificuldades para arrumar o time. O Mundial de Clubes ajudou demais com adversários frágeis e uma conquista mais tranquila do que o esperado. Foi o sinal de que a tempestade poderia passar. O trabalho de Solari merece crédito. Ele arriscou. Para consertar a defesa, sacou Marcelo e apostou na marcação de Reguilon. Deu certo. Aos poucos foi colocando Vinícius Júnior no ataque, primeiro como reserva de Bale, depois jogou Bale para a direita e fixou o brasileiro na esquerda. Acertou a defesa e ajeitou o ataque. Só faltava arrumar o meio de campo. Foi mais sofrido. Ceballos entrou e não vingou. Casemiro retomou o lugar e o meio voltou a funcionar. Verdade que ainda há polêmicas com Isco, a saída de Marcelo foi questionada. Porém, o time cresceu. Na Liga Espanhola saiu do incomodo lugar de coadjuvante e hoje ocupa o segundo lugar. Está longe do líder Barcelona, que não passou por nenhuma tormenta. Na Liga dos Campeões, fez seu papel na fase de grupos e arrancou com vitória nas oitavas, fora de casa contra o Ajax, 2 a 1. Toda a mudança pode não levar à conquistas, mas recolocou o Real Madrid na condição de protagonista e já ajudou muito.

#RealMadrid