• Futebol em Rede

Vida dura e sorte


Vida dura e sorte foram as primeiras impressões sobre o técnico do Santos, Jesualdo Ferreira ( Foto – Divulgação ). O português, 73 anos, chegou ao Brasil por inspiração no trabalho de Jorge Jesus que deu certo no Flamengo. Seus últimos trabalhos, com títulos, foram no Qatar e no Egito. Jesus, ex-Benfica deu certo. Pela lógica de alguns, Jesualdo, ex-Porto, também pode vingar. Pela diferença de investimento, não vai ser nada fácil para o treinador santista.


Jesualdo pega um time onde o argentino Sampaoli fez milagre na temporada passada. Pior, o elenco ficou mais fraco com a saída de alguns jogadores e não houve reposição. Ele também terá que lidar com uma obrigatória mudança de estilo de jogo. Pretende priorizar a transição e quer um time mais encorpado. Sampaoli arriscava muito mais. O atual elenco carece de força ofensiva. A vida do português vai ser dura.


Contra o Guarani, primeira vitória no comando do Santos, Jesualdo deu sorte. O Santos saiu na frente numa única jogada. O adversário, mesmo com um jogador expulso, mereceu o empate. Nos minutos finais, uma falta originou o gol da vitória, gol contra. Com pouco tempo no Brasil e sem amplo conhecimento do mercado, ele terá que montar um elenco e ao mesmo tempo, trabalhar uma forma de jogar. Sampaoli fez milagre. Jesualdo para não sair arranhado do Santos, vai precisar de muita sorte.