• Futebol em Rede

UM VICE QUE VALE POR UM TÍTULO


O torcedor do Liverpool vive um sonho desde a chegada de Jurgen Kloop em outubro de 2015. De lá para cá foram seis títulos, entre eles uma Liga dos Campeões, um Mundial de Clubes em 2019 e a quebra de um tabú de trinta anos sem vencer a Premier League. Porém, na atual temporada o sonho doce das conquistas teve um gostinho diferente. Os Reds estão na final da Liga dos Campeões, venceram a Copa da Inglaterra, a Copa da Liga Inglesa e por um mísero pontinho ficaram em segundo na Premier League.


A campanha do Liverpool desta temporada renderia o título da Premier League na temporada passada quando o time terminou em terceiro. Foi inferior aos números extraordinários do título de 2019, mas não podem ser lamentados. Foi uma briga de gigantes, ponto a ponto, com o Manchester City de Guardiola e a taça escapou por puro detalhe. A emoção foi tão grande na última rodada que o Liverpool flertou com o título enquanto empatava em casa e via o rival perder em seu domínio. Os Deuses do futebol decidiram que todos deveriam vencer e por um fio de cabelo a taça escapou.


Em campo o Liverpool mudou nesta temporada. O brasileiro Firmino perdeu espaço e Kloop achou Diogo Jota para a função. No ataque também apareceu Luis Diaz com gols decisivos. Thiago Alcantara conseguiu se firmar e fortalecer o meio de campo. O eterno problema, encontrar um parceiro para Van Dijk na zaga. Teve improvisação, solução A e B, mas esse é o ponto crítico de um super time. Ótimo em vários pontos, mas vulnerável no contra-ataque.


A grande estrela Mohamed Salah, mesmo derrotado por Senegal de Sadio Mané na África e sem vaga na Copa do Mundo, continua brilhando. Ele fez 23 gols e 13 assistências, desempenho melhor do que na última temporada. Mané continua afiado e sempre o segundo artilheiro do time, contra qualquer concorrente. O Liverpool está melhor do que 2019. Vai reviver uma final de Liga dos Campeões com o Real Madrid. Em Kiev (2018), perdeu Salah contundido e tinha um goleiro inseguro.


Por tudo que fez na temporada, dois títulos conquistados, uma final de Liga dos Campeões, a terceira com o comando de Jurgen Kloop e pelo alto nível de disputa da Premier League, ninguém pode ficar descontente. O Liverpool merece aplauso mesmo que não ganhe do Real Madrid. Foi uma temporada espetacular e será lembrada na Inglaterra por um vice na Premier League que vale por um título e pelas fortes emoções que estiveram presentes nas arquibancadas de Anfield.