• Futebol em Rede

TIME MODESTO E ARBITRAGEM


O Vitória conseguiu ótimo resultado, bateu o Cuiabá em Salvador, 4 a 2. Jogo movimentado e atrapalhado pelo árbitro Ronei Cândido Alves. Três expulsões, um pênalti marcado errado, impossível não levar em conta a desastrada atuação do árbitro. O time baiano é modesto, a defesa sofre com as bolas pelo alto. O grande destaque da equipe é um velho conhecido, Thiago Carleto ( Foto – Pietro Carpific/ECV ). Suas bolas paradas é a arma principal da equipe.


Voltar à elite do futebol nacional ainda é um sonho distante para o Vitória. O fraco desempenho no Campeonato Baiano foi um sinal negativo. Faltam reforços, principalmente no meio de campo. Um zagueiro é outra necessidade. Apostar em Bruno Pivetti como treinador, 36 anos, nenhuma experiência na função, só foi assistente, numa competição longa, é temerário. Vai faltar peso ao treinador para exigir mudanças e contratações. Parece mais a desculpa da vez para um eventual fracasso.


O resultado diante do Cuiabá foi importante, mas ilusório. Não aconteceria sem a influência do árbitro dando um pênalti e fazendo um temporal de cartões em campo até terminar em três expulsões. Sem reforços, o Vitória é time para ocupar o meio da classificação. Pode evoluir com mudanças pontuais. Derrubou o último invicto da competição. Tomara acorde com tempo para brigar por algo maior. É um time com uma enorme tradição que merece dias melhores do que os atuais.