• Futebol em Rede

Simeone, o Carille europeu

Simeone, o Carille europeu. Será que forcei muito na manchete ou tem muita coisa a ver? O corintiano que comemorou títulos com Fábio Carille talvez tenha entendido melhor. A verdade é que há várias maneiras de se vencer um jogo desde que a bola entre no gol adversário. Enquanto o Corinthians jogava feio e ganhava ninguém reclamava, a chiadeira começou quando não vencia mais e jogava feio.



Simeone foi estrategista contra o forte Liverpool do excelente Klopp, para mim hoje o melhor técnico do Mundo com o melhor time do Mundo, mas não é imbatível como provou o Atlético de Madrid o eliminando da Champions. Klopp perdeu a elegância ao criticar o esquema de jogo do adversário e Simeone com propriedade respondeu que o importante era ganhar.



Se me perguntarem qual time eu gosto mais de ver jogar eu diria que é o Liverpool, mas não posso desprezar a força tática e as vitórias que Simeone tem conseguido com um time com menos dinheiro e considerado o Patinho Feio do futebol Espanhol onde parece que só Real e Barcelona têm direito de reinar. O que ele faz no Atlético é super louvável e extremamente profissional. Merece meu respeito.



É time para ser campeão da Champions? Isso eu não sei, mas já tirou um grande favorito e atual campeão da frente, e isso não é pouco. Os puristas que acham que só tem um jeito de ganhar e tem que ser de um jeito bonito, protestarão, mas já aconteceu em outras ocasiões. Quando o Chelsea do interino ex-jogador/técnico Di Matteo teve a ousadia de eliminar o melhor Barcelona da Champions e bateu o Bayern, em Munique, na final, a gritaria foi a mesma.



Isso não é futebol e coisa e tal. Tanto era que ganhou, fez história e foi campeão. Depois perdeu o Mundial para o Corinthians que jogava muito parecido com ele. Talvez por isso que Tite, ainda técnico do Corinthians, me deu uma entrevista na Jovem Pan e disse: "Se fosse o Barcelona a gente não ganhava. Era quase impossível", mas esse é o encanto do futebol o quase impossível se torna possível ás vezes. Simeone provou mais uma vez. Carille deve estar aplaudindo de pé.