• Futebol em Rede

Show de aberrações no Carioca


O futebol carioca está dando um verdadeiro show de aberrações. Fruto da vergonhosa interferência política no futebol. Federação, Flamengo e Vasco deram as mãos e adotaram a postura de forçar a barra para a volta do Campeonato em meio à pandemia. Enquanto Flamengo e Bangu jogavam para ninguém, nem TV tinha, morriam pessoas no hospital de campanha no complexo do Maracanã. Não respeitaram os setenta anos do estádio e transformaram o Maracanã num símbolo de irresponsabilidade. É de fazer o Cristo Redentor corar de vergonha.


Flamengo e Vasco entraram na barganha política. Emprestaram a imagem dos clubes em troca de retaliações contra a Globo. Bolsonaro Talkey assinou documento para os mandantes negociarem direito de transmissão dos jogos. E daí, o Rei provoca a emissora e os clubes ameaçam correr com o pires na direção de outras tvs. Uma trapalhada. Os contratos em andamento não sofrem com a mudança, garante a Globo. A Record não mostrou interesse e ninguém correu atrás dos jogos do Flamengo no Carioca. Para piorar, Fluminense e Botafogo seguem contra a volta inadequada e a prefeitura entrou na confusão.


O prefeito Marcelo Crivella decretou que parem tudo. O Botafogo, por exemplo, é o time do presidente da Câmara, Rodrigo Maia. O ilustre prefeito resolveu que deve agradar a todos. Liberou jogos que não envolvam Botafogo e Fluminense, ameaçados pela Federação Carioca de punições caso não entrassem em campo. A Federação adiou jogos. O Vasco jogaria no domingo e segundo o prefeito, poderia jogar porque o decreto só valeria na segunda-feira. Virou uma bagunça sem tamanho. Digna de político.


Resumo da ópera. Flamengo e Vasco quiseram agradar a Bolsonaro e representam o Centrão no Futebol. Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, quis agradar a Rodrigo Maia, Botafogo e Fluminense e adiou os jogos somente deles. O torcedor não teve TV no jogo do Flamengo e ficou sem entender quem pode e quem não pode jogar. Por questão sanitária, a política deveria ficar bem longe do futebol. Isso até o Cristo Redentor sabe e deve estar envergonhado olhando para uma cidade que seria maravilhosa não fossem os políticos um esgoto a céu aberto na cidade.