top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

SAI COISA RUIM: ACABOU A MALDIÇÃO "DEL “TIGRE”

Olá, amigos do FUTEBOL EM REDE.


Pela Copa Sul-americana esta semana, o São Paulo venceu o Tigre da Argentina por 2 a 0. Vitória conseguida com os gols marcados no segundo tempo.

Poucos sabem que esse adversário, esse placar e esses jogos são CABALÍSTICOS. Envolvem histórias, rancores, pragas, brigas e muita rivalidade desde 2012.

Nesse jogo de 2012, na primeira partida na Argentina houve empate 0x0. Já no Morumbi, o jogo de volta não acabou. No intervalo, após as brigas e provocações do primeiro tempo, os argentinos não voltaram para o segundo tempo.

Eu estava nesse jogo e presenciei tudo. Não foi fácil estar no meio dessa guerra.

Tudo começou quando o argentino Orban acertou o nariz do Lucas Moura do São Paulo. Enquanto o jogador era atendido com muito sangramento, começou um empurra-empurra, a turma do “deixa disso” tentou controlar, entraram em campo o trio de arbitragem e o pessoal dos bancos... e assim armou-se muita confusão.

Terminado o primeiro tempo, o Lucas Moura tirou o algodão do nariz cheio de sangue, e quis dá-lo para o Orban. Mais empurra daqui, dali... safanões... xingamentos e assim foram para os vestiários. Policiamento intervindo, foi histórico.

No vestiário argentino percebíamos a agitação. Do lado de fora, tricolores batiam nas portas e gritavam... foi histórico.

Passados os 15 minutos regulamentares, o trio de arbitragem, juntamente com os são-paulinos foram para o campo e os argentinos aproveitaram para ir embora com escolta policial até o ônibus.

O árbitro, em razão disso, deu a partida por encerrada com o São Paulo apontado como vencedor e campeão.

Essa conquista ficou marcada como uma MALDIÇÃO na história do São Paulo. Praga dos argentinos. Fato é que de lá para cá, o único título conquistado foi o Paulistão/2021.

Curiosamente, a partida de terça-feira acabou com vitória do tricolor por 2 a 0, placar do segundo tempo.

Será que os “deuses do futebol” é que preparam essa coincidência?

O placar de 2 a 0 no segundo tempo, concluiu e aumentou a vitória para 4 a 0, somando as duas metades de tempo?

Eu me lembro que a zombaria da época irritou muito “los hermanos”. Dizem que muitas pragas foram rogadas. Será que é praga mesmo? Como explicar o único título?

Em espanhol há um ditado que diz: “Yo no creo em brujas! Pero que las hay, las hay!” Traduzindo: “Eu não acredito em bruxas! Mas que elas existem, existem!”

A los hermanos: bom retorno para casa! Somando-se os dois tempos, o São Paulo venceu por 4 a 0. Será o fim da maldição?

Um abraço.

Lucas Neto



Comments


bottom of page