• Futebol em Rede

Recado a Daniel Alves. Time vencedor não reclama da imprensa

Recado a Daniel Alves. Time vencedor não reclama da imprensa. O Flamengo é o melhor time do país no momento e está de boa com a imprensa. Raramente há polêmica. Sabe porque, Daniel Alves? Porque time que ganha não bota culpa na imprensa. Time perdedor que gosta de dividir responsabilidades e buscar desculpas fora do campo.


Quando você jogava no maravilhoso time do Barcelona de 2008 a 2012, talvez o melhor Barça da história, não havia escaramuças e nem alfinetadas. Era uma maravilha, mas no São Paulo com seu marasmo interminável a imprensa foi lembrada de um jeito malandro e preconceituoso: "Ah, a maioria da imprensa nunca jogou bola e fica arrumando confusão".


Verdade, assim como muitos ex-jogadores viraram comentaristas e não sabem o significado das palavras que proferem, mas são respeitados da mesma maneira. Isso é o mesmo que dizer que não posso apreciar ou não gostar de um vinho porque não sou enólogo. Não posso falar de uma música porque não sou músico. E você então não poderia falar da imprensa porque não é jornalista e nem radialista.


Mas o pior é que você, Daniel Alves, também se desqualifica quando diz essa besteira porque os mesmos que criticam são os que o elogiam como um grande jogador de futebol. Será que esses que não entendem nada de futebol estão errados também quando falam do quanto você joga ou você também despreza o elogio?


Não duvido que há exageros para o bem e para o mal no lado de cá. Não sou corporativista. Há bons e maus em todas as profissões, inclusive no futebol. O seu maior problema, Daniel Alves, é que nesse momento o time que você joga está mais parecido com os caras da imprensa que nunca jogaram futebol. Seu time não está jogando nada.


Nessa empatamos, mas não é culpa sua que chegou agora. Já há muito tempo que o São Paulo parece um time de gente que nunca jogou futebol e por isso está há tanto tempo sem ganhar nada de importante. Boa sorte, Daniel. Você vai precisar. Não conte conosco. A gente não joga nada, aí é com você. Mas criticar e elogiar a gente pode. É a nossa profissão. Quer você goste ou não.