• Futebol em Rede

Reabilitação e sorte do Chile

Reabilitação e sorte da seleção chilena na Copa América. Primeiro de tudo, os chilenos estavam desacreditados após ficarem fora da Copa do Mundo da Rússia. A seleção ficou em sexto na Eliminatórias, mesmo tendo mais vitorias do que as classificadas Argentina, Colômbia e Perú. Além disso, o time vinha de duas conquistas inéditas na Copa América, sempre nos pênaltis, contra o mesmo adversário, a Argentina.

Devido aos resultados, ficou a dúvida sobre a geração de Alexis Sanchez ( Foto – divulgação ) e Arturo Vidal. Dois ícones para o futebol chileno, com rodagem expressiva no futebol europeu e líderes da Roja. Parece que, Reinaldo Rueda, colombiano, largou o Flamengo pela seleção chilena, ajeitou a casa. Assim, o Chile teve um início promissor na Copa América e por falta de confiança, deixou o Uruguai vencer o jogo no Maracanã e ficou em segundo na fase de grupos.

Certamente, o castigo deu certo. Contra a boa seleção da Colômbia, o Chile foi melhor. Sofreu com o adversário, mas criou mais chances de gol. Teve gols anulados pelo VAR e nos pênaltis, chegou na semifinal. Esperava a revanche com o Uruguai e terá o fraco Perú como adversário. Como resultado, é favorito para a terceira decisão seguida na competição. Caso pegue a Argentina, será a terceira vez seguida, venceu até agora nos pênaltis. Caso pegue o Brasil, fará uma final inédita. Chegou a hora de esclarecer tudo nessa geração chilena, sorte ou competência.

#Chile