• Futebol em Rede

Que respeito quer Guerrero?

Que respeito quer Guerrero? Depois de fazer uma pífia primeira fase na Copa América, quando tomou de 5 do Brasil, fez apenas 4 pontos, se classificou com um empate entre Japão e Equador, venceu o Uruguay nos pênaltis, num jogo em que os uruguaios foram melhores e bateu com autoridade o Chile, 3 x 0, o Peru chegou para disputar o título justamente contra o Brasil que já era dado como um dos favoritos à final muito antes do torneio começar.

O atacante Guerrero esbravejou contra Muricy Ramalho porque ele disse que o Uruguay era favoritaço contra o Peru e quem não achava que era? Todos que viram o mau futebol peruano nos primeiros jogos pensaram da mesma forma. Agora venceu o Chile e Guerrero solta o verbo de novo: “Respeitem o meu país”. Oras, ninguém desrespeitou seu país. Falar que o Peru não é favorito não é desrespeito, é constatação e domingo meu caro Guerrero, o Brasil é favorito. O Peru é zebra.

A gente respeita o resultado e o bom futebol jogado contra o atual bicampeão, o Chile, e aplaude a sua vitória, mas isto não torna o futebol peruano melhor. Ao contrário, continua sendo um futebol de terceiro escalão mundial. Tanto é assim que você joga aqui e pouco jogou na sua terra. Depois da grande geração de 1970, o Peru nunca mais teve um time tão bom. Forma alguns jogadores, mas não um grande time.

A verdade é que alguns resultados são enganosos para o bem e para o mal. Num Campeonato de tiro curto isso acontece muito. Já tem gente dizendo que Gareca devia ter permanecido no Palmeiras embora os números mostrem que tenha sido um dos piores técnicos da história do Verdão. Mas se for campeão no domingo vamos aplaudi-lo. Chega de nhe-nhe-nhém. E isso vale também para alguns jogadores brasileiros que se incomodam demais com as críticas e se esquecem de jogar melhor e quando jogam acham que estão dando o troco nos críticos, mas na verdade só estão cumprindo sua obrigação. É o que penso.

#brasil #peru #uruguai #Chile #guerrero