top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

PRIMEIRO TRICAMPEÃO DO MUNDO


Fazer historia. Esse o destino do Real Madrid. O Mundial de Clubes nos Emirados sonhava com uma decisão entre Real Madrid e River Plate, mas não aconteceu. Uma zebra, Al-Ain, representante do país sede, eliminou o time argentino e foi o coadjuvante. A esperada goleada aconteceu, 4 a 1. Os merengues conquistaram pela sétima vez a competição e fizeram história, pela primeira vez um time alcança o título por três vezes consecutivas.


São muitas as curiosidades desse título. O argentino Santiago Solari assumiu o time em novembro após a saída de Julen Lopetegui. Ex- jogador e campeão do mundo em 2002, teve um início promissor, Comandou o time campeão, seu único título como treinador na carreira e não resistiu por muito tempo. Vinícius Júnior, brasileiro de 18 anos, foi colocado em campo na decisão e quase entra para a história. Foi dele o quarto gol. Jogada dele, finalização dele, mas o pé do zagueiro transformou o sonho em gol contra.


O título mundial foi a consagração do croata Luka Modric. Eleito melhor do mundo pela FIFA, vice-campeão mundial, fez gol na decisão e justificou a fama alcançada na Copa do Mundo da Rússia. Não foi só ele que brilhou. Gareth Bale, País de Gales, autor de gol de bicicleta na Liga dos Campeões, quase repete o feito na decisão. Mesmo assim, saiu de campo com prestigio elevado. Foi o artilheiro do time com três gols em dois jogos. Talvez os últimos momentos de brilho com a camisa do clube.


Fica para a historia o feito inédito, um tricampeonato seguido no Mundial de Clubes, conquistado pelo maior campeão da história na disputa. Muitos ficaram com a impressão de que tecnicamente a competição poderia ser melhor com o River Plate na final. O time da casa despachou os argentinos e deram colorido diferente nas arquibancadas. Entraram para a história com anfitriões e coadjuventes de Real Madrid vencedor e histórico.

Comments


bottom of page