• Futebol em Rede

Perto do Brasileiro e longe da Libertadores

O Palmeiras dirigido por Felipão ( Foto ) faz uma bela campanha e está cada vez mais próximo do título brasileiro. Líder, 4 pontos de vantagem para o segundo colocado, melhor defesa da competição, terá jogos menos complicados do que os concorrentes e pode ser apontado como favorito. Já na Libertadores a situação é dramática. A vantagem do Boca Juniors é grande. Acredito que o Palmeiras poderá até vencer, mas ficar com a vaga para a final será mais obra do imponderável do que do previsível. Ser campeão brasileiro será um prêmio para Felipão. Ele voltou ao futebol brasileiro, um desafio enorme se levarmos em consideração que a última imagem foi a tragédia do Mineirão contra a Alemanha na Copa do Mundo. Voltou como esperança no Palmeiras, sua casa, e como dúvida no cenário nacional. Verdade que perdeu a primeira chance de aplausos e reconhecimento ao ser eliminado na Copa do Brasil pelo Cruzeiro. Mesmo assim, colocou o Palmeiras no trilho. Felipão tem um belo elenco nas mãos. Já fez o que seu antecessor não conseguiu, o time ganhou personalidade. Errou na estratégia contra o Boca na Argentina e o castigo foi grande. Ser campeão brasileiro irá resgatar o prestigio do treinador. Para fechar a conta, só é preciso não perder o foco contra Santos e Atlético MG. Dos jogos que ainda faltarão, Fluminense e Vasco ainda poderão incomodar. Porém, o Palmeiras está bem próximo da taça. A Libertadores precisa de um milagre e o Brasileiro será mais mérito do treinador do que prêmio de consolação.