• Futebol em Rede

PEQUENO GRANDE PROBLEMA


O Santos continua rendendo dentro de campo e enrolado fora dele. Venceu o Defensa y Justicia, 2 a 1, na Vila Belmiro e terminou a fase de grupos da Libertadores invicto e entre os dois melhores da competição. Fora de campo, tudo continua atrapalhado. Soteldo ( Foto – Divulgação ), não topou a proposta do Al Hilal que seria uma boia financeira para o clube cheio de dívidas. O drible de Soteldo na diretoria abre as portas para o Huachipato do Chile dar um verdadeiro xeque mate no Santos.


Além de não ter dinheiro, de estar pressionado por ações na FIFA e não poder contratar, o Santos sonhava com a venda de Soteldo para entrar dinheiro no caixa e livrar-se de ação do Huachipato, dono de 50% dos direitos do jogador. Deu tudo errado. Soteldo fica, a dívida com o clube chileno persiste e o Santos não tem dinheiro. Os chilenos resolveram colocar o Santos na parede. Recompram a parte vendida ao Santos, perdoam a dívida e deixam Soteldo até fevereiro no Brasil por empréstimo.


Caso essa proposta oportunista seja confirmada, é xeque mate. Devolve o jogador e perde tudo ou paga a conta. Resta saber se Soteldo também bateria o pezinho para voltar ao Chile como fez diante da proposta do Al Hilal. O pequeno Soteldo virou um grande problema. É a segunda vez um uma semana que o Santos volta atrás em uma decisão e leva a pior. O caso Robinho fez o clube perder um patrocinador e arranhar ainda mais sua imagem. É inevitável a comparação. Dentro de campo o Santos surpreende com ótimos resultados, fora é um desastre e passa vexame.