• Futebol em Rede

Pelé não será superado por Messi ou CR7

Pelé não será superado por Messi ou CR7. Não sou obrigado a aceitar critérios que anulam gols legítimos. Pelé fez 1284 gols na carreira em 1380 jogos. Agora vem a estatística européia que diz que valem apenas os gols nos jogos oficiais. Pelé teria então 767 gols e perderia até para Romário que teria 772. Ontem Messi chegou a 700 e Cristiano Ronaldo já fez 728 gols.



É um critério, mas não concordo. Ah, mas Pelé fez muitos gols em jogos amistosos. Bom, jogos amistosos são oficiais. Tem súmula, árbitro, torcida e 22 jogadores de cada lado. Não é um simples treino. Quando o Santos fazia muitos amistosos mundo afora e também a Seleção Brasileira, Pelé jogou contra os grandes jogadores da época e era uma atração à parte.



O Santos foi um time globalizado antes da palavra Globalização existir. Foi se exibir e buscar mercados fora do país porque representava o melhor futebol do mundo de então. Vivia tanto em avião quanto nos gramados. Suas excursões eram famosas.



Aqui no Brasil desde que apareceu como um Fenômeno, Pelé jogou contra a maioria dos melhores jogadores do Mundo, que atuavam aqui. Era o Brasil-bicampeão e depois tri do Mundo, poucos jogadores iam para a Europa naquele tempo. Era o inverso do que acontece hoje quando a Meca do futebol está do outro lado do Mundo, o que também só engrandece os feitos de Messi e Cristiano Ronaldo. A exemplo de Pelé eles enfrentam os melhores do Mundo no seu tempo.



Mas desqualificar os gols de Pelé dessa forma eu não concordo. Ele fez os gols, ele não os inventou e fez também 95 pela Seleção Brasileira, mas na contagem dos chamados jogos oficiais baixaram para 77 pela mesma metodologia européia. Há alguns anos um estatístico português fez as contas e retirou os gols de Pelé no Campeonato Paulista dizendo que como não era Campeonato Brasileiro não deveriam ser levados em consideração.



Depois de muita crítica recuou. A ideia era provar que o falecido e excelente Eusébio, a Pantera de Moçambique, tinha marcado mais que o brasileiro. Não gosto de desqualificar competições de ninguém, mas de uma coisa tenho certeza. O Campeonato Paulista até a década de 90 se rivalizava com o Campeonato Brasileiro e era muito mais importante que a Taça de Portugal, Copa do Rei ou Copa da Itália, que também são considerados jogos oficiais. É o que penso.