• Futebol em Rede

O MUNDO COMEMOROU OS 80 ANOS DO “REI PELÉ”

Olá amigos 


Em 23/10/2020 o “Rei Pelé” comemorou o seu 80º aniversário.

O mundo noticiou e comemorou esse aniversário como nunca visto.

Jornais, revistas, emissoras de rádio, televisão, internet, redes sociais, Instagram, Facebook, pessoas em todos os cantos e recantos usaram a “Camisa 10” da Seleção Brasileira, do Santos e do Cosmos.

Creio que até essa data ninguém tenha sido homenageado e lembrado pelo aniversário como ele, Edson-Pelé, em todo o globo terrestre.

Prova cabal do que é o FUTEBOL no nosso planeta: O MAIOR VEÍCULO SOCIAL DO MUNDO.

Não tenho ideia nem encontrei números que definam a porcentagem dos terráqueos que amam, adoram esse esporte. Chuto uns 80%. Será que estou chutando alto?

O que sei – e disso não duvido – é que ele nivela as pessoas.

Milionários, ricos, pobres, nobres, povão, reis, súditos, letrados, analfabetos, idosos, jovens, crianças, homens, mulheres, se igualam quando o assunto é futebol.

Magistrado já na sua cátedra acomodado, está discutindo ou brincando com o servente que está terminando de arrumar a sala para o início das sessões, sobre o resultado do jogo do dia anterior. Nos botequins, nos bares, no serviço, todos se igualam, discutem, tiram “sarro”, clima esquenta, turma do “deixa disso” entra em ação e depois tudo volta à normalidade...até a próxima rodada, claro.

No “papo” de bola somos todos iguais. Na praia também é assim.

Mas, neste ponto deste comentário, me vem à mente os desmandos das “Torcidas Organizadas”. É impressionante o quanto elas estragam essa magia do futebol.

Com a Pandemia e esse maldito Corona Vírus, os estádios vazios sem os torcedores, o futebol nos dá a sensação de estarmos chupando uma bala deliciosa sem tirarmos o papel. Jogos só pela televisão e a tormenta do alto falante no estádio com som alto tentando fazer o papel dos torcedores incentivando os seus times (no caso os do mandante do jogo).

Aí, encerrada a partida, infelizmente, é comum noticiário de brigas, arruaças e até morte de torcedores que se conflagram nos caminhos de volta para as suas casas.

Até quando essa Pandemia irá impedir a volta à normalidade?

Só Deus sabe. Tomara não demore muito. Oxalá!

Como eu, amantes do futebol têm uma grande preocupação: na volta da torcida aos estádios o público será o mesmo? Nesses meses será que encontraram outros entretenimentos? Nesta longa quarentena os prejuízos são terríveis e atingiram em cheio os nossos bolsos. Será que a volta aos estádios será com os mesmos números anteriores à mesma?

Os Clubes, salvo raríssimas exceções, se é que existem, estão à mingua, endividados.

“Como será o amanhã? Responda quem puder”. Isso já deu samba, né? Aos dirigentes caberá essa missão. Para isso só há uma solução: VAMOS CAIR NA REAL!!!

E não só no futebol. NO MUNDO TODO.

Um abraço.

Lucas Neto