• Futebol Alternativo

O 56 a 0 do Flamengo no Carioca feminino escancara organização péssima da FERJ

Muita coisa aconteceu nesse movimentado fim de semana de futebol alternativo, mas o maior destaque sem dúvidas foi a goleada aplicada pelo Flamengo contra o Greminho pelo campeonato carioca feminino. Incríveis 56x0. Isso mesmo, caro leitor, você não leu errado, 56x0.


Já apareceu um monte de gente desmerecendo futebol feminino, detratores de toda espécie em várias redes sociais que criticam sem saber o que realmente acontece. Isso não é culpa do futebol feminino. Se a gente colocar o Flamengo de Jorge Jesus contra um time amador de bairro essa goleada também pode acontecer.


A culpa tá na organização do campeonato. A sempre fanfarrona Ferj não promove um campeonato feminino, o que acontece é uma verdadeira orgia de clubes profissionais enfrentando amadores e times de bairro sem estrutura nenhuma. De 11 equipes em 2018, a competição foi para 30 clubes neste ano e obviamente o desnível técnico atinguiu níveis enormes.


O Greminho é um time que disputa torneios amadores no futebol Masculino e que resolveu se aventurar no feminino. Encarando o Flamengo, semifinalista do brasileirão pela frente, óbvio que seria goleado.


Um campeonato com Greminho, Piscinão de Ramos, Cara Virada ( sim tem um time chamado Cara virada) , El Shaddai pode até render boas pautas alternativas e vários trocadilhos infames por parte deste escriba, mas nunca vai ser solução para incentivar o futebol feminino.


Ferj, por favor crie uma segunda divisão e uma terceira divisão feminina. E incentive a modalidade da maneira correta. E aos comentaristas de rede social: pesquisem sobre o assunto antes de criticar.