• Futebol em Rede

Neymar, Mbappé, Di Maria? Quem está jogando muita bola é o Marquinhos

Neymar, Mbappé, Di Maria? Quem está jogando muita bola é o Marquinhos. Todos os holofotes para o poderoso tridente atacante do Paris Saint Germain. Se vencer a Champions já dão como certa a escolha de Neymar pela primeira vez como melhor do Mundo. Será? Torço por isso. É um jogador que finalmente parece que botou os pés no chão, ou na grama, como quiserem, e resolveu jogar o que sabe e quando isso acontece chega a ser genial.



Seus companheiros de ataque ajudam muito. Esse Mbappé tem força e técnica de alto nível. Lembra Pelé nas suas arrancadas em direção ao gol. Parece uma pantera quando vai para o ataque. É avassalador e imparável. Joga muito. Di Maria sempre foi muito bom jogador e completa o trio com muita classe. O PSG tem ainda Icardi no banco que é bom jogador também.



Mas quem está jogando demais é o brasileiro Marquinhos. Agora é um volante faz tudo. Tem técnica, visão de jogo, arma o time quando necessário e chega para fazer gol. Tudo o que um técnico gosta e quem gosta de futebol também gosta. Marquinhos está sobrando nesse time de craques. Sem ele as coisas não seriam tão fáceis para os craques lá da frente.



Mesmo quando apareceu no Corinthians se discutia a real posição de Marquinhos. Chegou a ser escalado por Tite como lateral por entender que não era tão alto para ser zagueiro. Mas sua técnica jamais foi colocada em dúvida. A Roma percebeu rápido a joia que podia levar e levou por míseros trocados.



De lá ele ganhou espaço, foi para a Seleção e virou ironicamente titular da zaga do Brasil com Tite, que, no entanto, na Copa da Rússia talvez ainda preocupado com sua altura o tenha colocado na reserva formando a zaga com Thiago Silva e Miranda. Ele saiu do time na véspera da estréia contra a Suiça.



Na verdade, Marquinhos sempre foi bom jogador. Eu disse até para o Tite na época do Corinthians, que na zaga ele era uma "Gamarrinha". Um jogador precioso com excelente tempo de bola que compensava a "baixa estatura" e fazia poucas faltas pela sua alta categoria.

Como volante é bem completo.



Alô, Tite. Olha aí um cara rodado, já experiente, que você pode colocar ao lado do Casemiro no meio-campo do Brasil. Esse você já conhece desde o juvenil. Esqueça os Fernandinhos da vida, Marquinhos é o cara. Inventa outra dupla de zaga e deixa o menino fazer o que até hoje Arthur e nem Philipe Coutinho conseguiram fazer. Vai ajudar na marcação sem a bola e com a bola chega fácil no ataque. Quer melhor que isso? Ah, o Neymar tem jogado pelo meio e muito bem no PSG. Não precisa mais desperdiça-lo de um lado só do campo. É o que eu penso.