• Futebol em Rede

Morre o setorista que fez Pelé pedir desculpas

Morre Silvio Ruiz, um dos maiores setoristas e conhecedores do Santos F.C. Ruiz era repórter raiz, sem trocadilho, era o Verdadeiro. Não tive a sorte de trabalhar com ele, mas convivi com o bom Massa em várias coberturas. Sempre bem informado e solícito. Ele conviveu com figuras sagradas do Santos e se tornou uma delas.



Meu chefe na Rádio Record, o grande Edson Scatamachia, que o comandou por muito tempo na Rádio Globo, contava muitas histórias do Silvio. Numa delas não se sabe bem porque ele se desentendeu com Pelé e o Rei estava no auge. Ficou chateado e parou de falar com Pelé. Nem entrevista fazia. Nem se aproximava. Evitava mesmo. Era como se o maior jogador do Mundo não existisse.



Depois de um certo tempo, antes de começar uma matéria com os repórteres, Pelé viu Silvio sentado num cantinho com seu gravador demonstrando que mais uma vez não falaria com ele. Então Pelé achou que era hora de acabar com o distanciamento: “Gente, eu queria dizer que houve um desentendimento por coisa boba com o Silvio Ruiz e ele não fala mais comigo. Quero pedir desculpa a ele porque se sentiu ofendido. Gostaria de voltar a falar com ele Não foi minha intenção. Desculpe-me”.



Silvio quando ouviu isso não se fez de rogado. Já saiu gravando: “Está perdoado, meu Rei. Desculpas aceitas” e engatou uma matéria. Até Pelé achou engraçado. Está certo, Silvio. Já que tudo ficou bem porque perder a chance? Mas aí fica o retrato de quem ele era. Era firme até com Pelé, que era um dos principais instrumento do seu trabalho e mesmo assim ficou meses sem entrevista-lo. Não se dobrava facilmente se tinha razão.



Vai com Deus, mestre. Fez bem a sua parte. Deixou um brilhante legado para nós todos e para os meninos que seguirão seus passos. Obrigado.