• Futebol em Rede

Menos empolgação e mais bola


Menos empolgação e mais bola é a solução para o Palmeiras. A derrota para o Bragantino, justa, indica correção de rota nos planos do técnico Vanderlei Luxemburgo ( Foto – Divulgação ). Velhos vícios permanecem. O meio de campo travou e só deu uma arrumadinha com as mudanças do treinador. O Palmeiras precisa de ajustes na criação. Apesar das goleadas contra times frágeis, o ataque anda isolado demais.


O setor de meio campo preocupa. Lucas Lima já caiu de rendimento. Logo, Luxemburgo vai notar que insistir no meia é um erro. Scarpa até na má vontade é melhor do que Lucas Lima. Sem alguém armando o jogo, volta o vicio de bola no Dudu para ele resolver ou lateral arremessado na área para alguém aproveitar. É pouco para o Palmeiras. Isolado, Luiz Adriano só apareceu porque usava penteado chamativo.


Parece que a orientação é usar a garotada. Até agora não vi nada, além de esforço, nos garotos que entraram no time. Inverter a ordem natural, primeiro montar o time, depois testar garotos, é arriscar muito. Só valeria, se houvesse algo de extraordinário vindo da base. Não está fazendo sentido. Quando o adversário é menos frágil, os erros aparecem mais e a chance de queimar algum garoto aumenta.