• Futebol em Rede

Incríveis números de Flick no Bayern Munique


Em ritmo de treino, o Bayern Munique goleou o Fortuna Dusseldorf, 5 a zero, e mesmo ausentes do estádio, os torcedores já sentem o gosto do oitavo título consecutivo na Bundesliga. Além do recorde, nunca nenhuma equipe chegou a uma série como essa de conquistas na Alemanha, todos irão comemorar um desejo antigo. Nas mãos de Hansi Flick ( Foto – divulgação ), o Bayern Munique virou uma equipe ofensiva e demolidora.


Com o resultado diante do Fortuna Dusseldorf, são oito vitorias consecutivas e quinze jogos de invencibilidade. O aproveitamento da equipe é de 86% dos pontos disputados e no ataque, o artilheiro Lewandowski já chegou aos 29 gols. Está atrás da sua melhor marca como artilheiro na Bundesliga, 30 gols em 2016. A euforia ofensiva é justificada com mais números. Desde que assumiu o cargo, Flick conseguiu nove goleadas na Bundesliga.


Hansi Flick foi jogador do Bayern Munique durante seis anos. Nunca foi um goleador e nem alcançou fama para defender a seleção da Alemanha. Foi auxiliar técnico de Joachim Low e campeão do mundo em 2014 no Brasil. Estava no grupo da histórica sapecada, 7 a 1 diante do Brasil, em Belo Horizonte. Depois, deixou a seleção e foi ser auxiliar técnico no Bayern Munique. Trabalhou com Guardiola, Jupp Heynckes, Carlos Ancelotti e Niko Kovac.


Não existe uma revolução tática para explicar os ótimos números do treinador. Pelo contrário, numa rápida olhada, uma das características é o excesso de laterais, muitos improvisados na zaga, ponto fraco do elenco. O Bayern joga com uma linha de quatro na defesa, dois volantes com liberdade de defender e atacar, na direita um lateral que fecha pelo meio e na esquerda um atacante que joga de lateral. Dois meias, um ponta e um homem gol de muita qualidade.


Flick vai escrever seu nome na galeria de campeões do Bayern Munique na primeira temporada de Bundesliga. Pode até virar um fenômeno como treinador, mas sabe que o elenco que possui não é forte o bastante para a Liga dos Campeões. A característica de improvisações e jogadores com múltiplas funções que está dando certo no momento, não é eterna. Reforços na defesa serão prioridade. Só com um elenco por ele planejado, saberemos se o potencial mostrado hoje, vai vingar. Os desafios imediatos, ficar mais de uma temporada no comando do time e chegar numa decisão de Liga dos Campeões. A Bundesliga virou obrigação após tantas conquistas seguidas.