• Futebol em Rede

HUGO MERECE SER TITULAR


Na dificuldade, o Flamengo encontrou um grande goleiro. O jovem Hugo ( Foto – Divulgação ), surgiu no Flamengo no jogo contra o Palmeiras em setembro, em meio à pandemia que atingiu vários titulares da equipe. Teve uma estreia estupenda. Com time desfigurado, diante de um rival inteiro e na casa do adversário. Belas defesas no jogo e uma segurança de veterano. Pouco importava o destaque na base, a lembrança da convocação na seleção, foi na hora do sufoco, que o menino mostrou ter competência para suportar o peso da posição.


Contra o Athlético PR, em Curitiba, pela Copa do Brasil, mais uma prova de talento e maturidade. Fez boas defesas e defendeu o pênalti de Walter. Hugo foi o principal responsável pela vitória, 1 a zero. Domenec Torrent, o treinador catalão do rubro-negro, já dava sinais de que a posição é do jovem Hugo. Mesmo levando em consideração a experiência de Diego Alves, o antigo titular. O momento é de Hugo. Ele não dá chance para questionamentos e vive fase muito boa.


Poder parecer ingrato. Diego Alves deixou o time por contusão e Covid. Pior, tenta uma renovação de contrato com o clube, tem 35 anos e sabe que não pode perder vaga no time. A reação do antigo titular com o jovem companheiro é surpreendente e digna. Aplaudiu Hugo, vibrou como se a defesa do pênalti fosse dele. Pela reação e apoio, já merece renovar contrato. Um time não se faz com onze titulares e Diego Alves parece reconhecer o momento de Hugo. Voltar à condição de titular é outra coisa.


Hugo é muito jovem. Vai ter a natural queda de rendimento. A importância de Diego Alves no processo será importante. Agora é hora de deixar o menino brilhar com seus quase dois metros de altura. A maior defesa que Diego Aves pode fazer agora, é defender a titularidade de Hugo. Não é hora de inventar revezamento. Goleiro A numa competição, goleiro B noutra. Deixa o moleque crescer. Ele tem talento e ter a sombra de Diego Alves é uma garantia para evitar confiança em excesso.