• Futebol em Rede

Guardiola tenta evitar pressão no Citizens

Josep Guardiola ( Foto – pt.besoccer.com ) é um dos mais prestigiados e inteligentes treinadores de futebol. Ainda jovem, tem 47 anos, já possui uma impressionante coleção de títulos na função. O Manchester City, dirigido por ele, foi campeão inglês na temporada passada e deu espetáculo. Foi uma conquista inquestionável e ficou fácil prever que a equipe tem condições de sonhar com seu primeiro título europeu. É um dos favoritos na Liga dos Campeões. Na atual temporada os Citizens lideram a Premier League e já estão classificados para as oitavas de final da Liga dos Campeões. O time mantém ótimo desempenho, mesmo sem contar com a estrela De Bruyne, contundido. A equipe deste ano pode não encantar como foi no ano passado, mas tem muitas virtudes. Pois bastou perder para o Lyon em casa para surgirem as pressões naturais de quem tem time e técnico para alcançar um título desejado e inédito na história do clube. Antes do empate, 2 a 2 com o Lyon na França, um ótimo jogo, Guardiola tentou tirar o peso da responsabilidade do elenco e dele próprio ao anunciar que não vê obrigação de brigar por título e sim de jogar bonito e ir até onde for possível na Liga. Pura balela, é a arte de tentar evitar pressão. Pode até ser politicamente correto, mas está longe do perfil do clube, do investimento feito e do próprio treinador. Guardiola foi duas vezes campeão da Liga pelo Barcelona onde era prata da casa. Com o Bayern Munique não conseguiu repetir o feito e mesmo sendo tricampeão nacional, deixou a Alemanha frustrado. O investimento que o Manchester City fez em jogadores e treinador visa dois objetivos, a Inglaterra e a Europa. Dado o primeiro passo, é natural que queiram mais. Virou obrigação brigar pelo título europeu. Vencer é outra coisa. Vários fatores podem atrapalhar, mas esconder que a equipe é candidata à conquista não pega bem. Duvido que Guardiola use o mesmo discurso no vestiário. Na verdade, ele tenta é tirar pressão dos jogadores. Não vai dar certo, os próprios jogadores sabem que fazer uma boa campanha é pouco para os Citizens, torcida e investidores.

#ManchesterCity