• Futebol em Rede

Gaciba para o Palmeiras: "Desculpa, aí. Você foi prejudicado, mas tudo bem"

Gaciba para o Palmeiras: "Desculpa, aí. Você foi prejudicado, mas tudo bem". Não foi dessa forma pessoal, mas foi o recado deixado pelo chefe da Comissão de Arbitragem da CBF reconhecendo que Bráulio da Silva Machado, o árbitro do jogo contra o Internacional, prejudicou o alvi-verde, domingo passado, em Porto Alegre, no lance envolvendo o zagueiro Klaus e Willian.



Presidente Galiotte, do Palmeiras, esteve na CBF para ouvir o áudio do VAR e ouviu o chefe dos árbitros admitir que foi prejudicado. Até aí, tudo bem. Não dá para fazer mais nada mesmo. O gol de Bruno Henrique, segundo Gaciba, foi bem anulado porque a bola toca na mão de Willian e a regra nova diz que quando isso acontece envolvendo o atacante o lance tem que ser invalidado.



Mas a nova regra é burra nesse quesito. Não leva em consideração que a bola só tocou na mão do atacante porque ele sofreu falta do zagueiro Colorado. Falta essa, que o árbitro deu vantagem e por isso no primeiro momento deu gol. O grande erro depois de constatar a irregularidade, segundo a nova regra, foi não ter recomeçado o jogo com falta para o Palmeiras.



Enfim, o Palmeiras só empatou, não conseguiu encurtar a distância para o líder Flamengo e ninguém garante também que se houvesse a cobrança da falta o gol da virada surgiria, mas o árbitro errou na aplicação da regra e isso é grave. O que vai acontecer com o árbitro? Será afastado por um bom tempo? Vai para a reciclagem ou ficará escondido até a poeira baixar? Até lá, sinto muito, Palmeiras, você foi prejudicado, mas nada pode ser feito a seu favor nesse caso. PT, Saudações.



Em tempo: Disse outro dia no programa "Tarde Redonda", da Fox, e repito aqui: O VAR veio para ficar, não tem jeito, e entre outras coisas que precisam ser aprimoradas, os árbitros deviam relatar na súmula o uso dessa nova ferramenta. Tipo assim: Aos tantos minutos fui chamado pela Cabine do VAR para rever um lance ou para confirmar um lance. Dei um gol, mas anulei depois de ver o VAR por achar que houve irregularidade. Assim por diante. Seria mais transparente e acho que daria menos discussão.



Outra coisa que eu apoiaria é divulgar o áudio da conversa dos árbitros 24 horas após o jogo. Na hora do jogo poderia causar problema no estádio entre torcedores e dirigentes, mas um dia após seria bom saber como os "novos donos do espetáculo" estão se comportando nessas novas situações. São apenas sugestões, também não sei se seria solução para tudo, mas acho que mostraria algo mais honesto e compreensível para nós, os simples mortais.