• Futebol em Rede

FINAL FRUSTRANTE


O Bayern Munique é campeão da Liga dos Campeões da Europa. Título merecido e justificado pela história após a implacável goleada no Barcelona. Porém, o jogo decisivo diante do Paris Saint Germain em Lisboa, foi frustrante. Em campo, vários motivos para esperar um bom jogo. Neymar, Mbappe, Lewandowski, Kimmich, Marquinhos, Gnabry e etc. Foi uma decisão arrastada, raras chances de gol e com pouco brilho. Com o tempo será lembrada pelo magro placar, 1 a zero para os bávaros.


O jogo que marcará a conquista do Bayern Munique será o duelo contra o Barcelona. Um atropelamento histórico, cheio de gols e inesquecível. O artilheiro Lewandowski será sempre lembrado. Hansi Flick conquistou a tríplice coroa com o time bávaro. O time alemão é bom, mas sofre de ejaculação precoce. Teve seu maior desempenho antes da hora e cumpriu obrigação no jogo final. Deve ser temido pelo futuro campeão da Libertadores, se a pandemia permitir o encontro mundial. Mas pode ser batido. Resumindo, preocupa e não assusta.


O PSG sofreu de ansiedade. Queria tanto uma decisão para entrar na história que esqueceu de jogar. O desempenho dos astros Mbappe e Neymar foi abaixo do esperado. O treinador Thomas Tuchel sofreu síndrome do pânico. Nas mudanças que fez no time, só figurantes e preocupação com marcação. Icardi, contratado para fazer gols, ficou no banco de reservas. Fez o torce dor lamentar as saídas precipitadas de Cavani e Meunier. Foi longe demais e beneficiado pelo sorteio que indicou um caminho mais fácil para realizar o sonho de chegar numa final.