• Futebol em Rede

Fala de Peres é "aviso prévio" para Jesualdo

Fala de Peres é "aviso prévio" para Jesualdo. O presidente do Santos, o homem dos últimos grandes negócios do clube, vide Cueva, Bryan Ruiz, Gabigol, Bruno Henrique, Gustavo Henrique, Sampaolli, Vanderlei, Vitor Ferraz e etc, colocou a cabeça de Jesualdo Ferreira a prêmio quando disse que vai analisar o trabalho do técnico após o jogo com o Palmeiras. Foi uma espécie de "aviso prévio" dependente de resultado. Se ganhar, ou não perder de muito, pode ficar por mais uns dias, mas sua ficha já está no Departamento Pessoal.



Quando diz isso, o presidente santista assina a confissão de que errou feio, foi no embalo do modismo dos técnicos estrangeiros no Brasil. Exceção feita a Jorge Jesus, que independente de ser português, é bom e por isso deu certo até aqui, não basta apenas a nacionalidade, é preciso qualidade. Coudet, no Internacional, não fez nada de novo. Dudamel idem. Ah, mas é muito cedo para cobrar, mas se fossem brasileiros já estariam sendo cobrados do mesmo jeito. Quem chega por aqui deve saber que o jogo é esse. "Em Roma como os Romanos" já dizia um ditado antigo.



Jesualdo tem uma certa história no futebol português. Já estava pensando em parar quando apareceu o Santos na sua vida. E veio só porque é estrangeiro. Dizem que o Santos já o "namorava" há muito tempo, mas deve ser do tempo que ele ainda vencia e convencia. E contra ele há grande campanha que Sampaolli conseguiu fazer com o limitado time do Santos no ano passado. E essa comparação o deixa muito atrás.



Outra coisa que muitos estão dizendo por aí é que o time do Santos mudou muito em relação a 2019. Não é totalmente verdade. Perdeu muitos jogadores da defesa, mas no ataque só saiu Derlis Gonzales, que cá entre nós nunca foi jogador desequilibrante e teve a contusão de Marinho. Soteldo teve proposta do Atlético Mineiro e ficou. Carlos Sanchez conseguiu acertar o que o Santos lhe devia e também permaneceu. São os principais jogadores da equipe. Portanto, dá para jogar melhor do que vem jogando e se não joga já é culpa do treinador.



Se demitir Jesualdo perde dois meses do ano e ainda terá que lhe pagar uma multa de 8 milhões de reais. Para um clube endividado como o Santos é mais uma cacetada de um negócio mal feito do senhor Peres. E também se não mudar agora pode ficar numa situação pior. O certo é que o Santos precisa chegar o mais longe possível no Paulista e também na Libertadores porque isso gera dividendos e o clube precisa demais dessa receita.



O Grupo do Paulista é fraco e deve se classificar e o Grupo da Libertadores também tem times fracos, dá para se classificar. No ano ainda tem a riquíssima Copa do Brasil e o Brasileiro. São Campeonatos em que precisa jogar bem. Na Copa do Brasil quanto mais perto da final chegar mais dinheiro para os cofres. Seria um milagre chegar à final, na minha opinião. E no Brasileiro precisa se cuidar porque tem classificação para Libertadores, Sul-Americana e tem rebaixamento também. É isso aí. É o que penso.