• Futebol em Rede

ESPERANÇA RENOVADA


O Flamengo saiu das cordas na Libertadores. Sobreviveu ao desastre da goleada para o Independiente Del Vale e superou as adversidades dos últimos dias. Não foi fácil. Onze jogadores fora dos planos, sete por Covid. Superou os problemas e mereceu a vitória diante do Barcelona de Guayaquil, 2 a 1, no Equador. Gerson ( Foto – Divulgação ) foi um dos destaques do time, mais solto, mais ofensivo e participativo. Bom sinal.


Os primeiros minutos do Flamengo em Guayaquil foram animadores. Domenec percebeu que Gerson não é volante e rende mais com liberdade de ajudar o ataque. Pedro fez bom jogo e Arrascaeta ocupou espaço pelo meio, fez gol e saiu de campo animado. O sinal positivo é Gerson. Foi com o rendimento dele que Jorge Jesus encontrou liga no Flamengo. Ele rende mais sem a obrigação de ser o marcador do meio de campo. Ele ajuda na marcação, mas com a bola é melhor do que cercando adversário.


Domenec ainda tem muito pela frente para justificar a contratação. A defesa precisa de ajuste, o gol do fraco Barcelona foi um aviso, o erro de posicionamento foi fatal. Com tantos problemas e ferido pela goleada implacável do último jogo, o Flamengo superou a expectativa. O resultado foi ótimo. O Indepediente Del Vale pagou pela arrogância pós Flamengo e foi goleado pelo Junior Barranquilla. O destino coloca o arrogante Del Valle e o Flamengo na briga direta pelo primeiro lugar do grupo e não faltam motivos para o time brasileiro sonhar com uma doce vingança.


Domenec está se adaptando ao Brasil. Enfim, descobriu a importância de Gerson na armação do time. Já reclama de tudo, imprensa, pressão de torcida e até de brasileiro demitir técnico em pouco tempo. Vingar a goleada do Independiente Del Vale no Maracanã é o desafio para virar o jogo das cobranças no Flamengo. A fase de grupos da Libertadores já passou e os jogos eliminatórios da competição, mudam tudo. O passado ficará engavetado a cada vitória. Boa sorte, Domenec.