• Futebol em Rede

Erros, acomodação e surpresa

Erros, acomodação e surpresa na eliminação do Grêmio na Copa do Brasil. Primeiro de tudo, era difícil acreditar que o favoritismo gaúcho fosse implodir. Nos últimos confrontos, até com reservas, o Grêmio foi superior ao adversário. Assim, surgiu o primeiro erro, não acreditar no rival. Renato Portaluppi ( Foto – Lucas Uebel / GFP ) deve estar arrependido. O excesso de confiança ajudou a matar a equipe.

Acima de tudo, o Athlético PR teve seus méritos ao devolver o placar do primeiro jogo. Conseguiu o resultado com gols estratégicos. Não foi superior, foi melhor. Mais digno de nota, a expulsão de Kannemann complicou de vez o time gaúcho. O treinador ao recompor a defesa, perdeu a chance de tentar mudar o panorama do jogo. Para piorar, quando tentou, mudou errado. Colocou um volante e sacou um homem de criação.

Certamente, Renato Portaluppi apostou em levar para os pênaltis o jogo por causa da dificuldade do time, ficou arrependido. Paulo Victor, um ótimo ator e frágil goleiro, inventou moda. Dava o canto para o batedor em toda cobrança. Enquanto, o goleiro rival, fazia a sua parte. Como resultado, algumas lições. Nunca desprezar a chance de uma surpresa. O Grêmio precisa de um goleiro urgente.

#Grêmio