• Futebol em Rede

Empate frustrante no clássico


Empate frustrante no clássico entre Palmeiras e São Paulo em Araraquara. O que poderia fazer o jogo ganha mais empolgação seria um gol. O Palmeiras chegou mais perto com duas bolas na trave. O São Paulo foi mais cauteloso do que prometia. Calor, início de temporada e outras desculpas serão justificativas para um resultado que não compromete ninguém. As duas equipes decepcionaram.


O Palmeiras foi um pouco melhor. Porém, nada de aula tática de Luxemburgo. A solução continua a mesma, Dudu. Dos badalados jovens, Gabriel Menino não comprometeu. Veron muito fraco para justificar Willian no banco de reservas. Felipe Melo como zagueiro pode convencer, mas não foi efetivamente testado no clássico. Ramires e Lucas Lima ganham espaço, mas o Palmeiras está longe de ter uma cara revolucionária com Luxemburgo.


Já no São Paulo, Fernando Diniz não foi ousado. Nada das jogadas construídas desde a defesa, alardeadas contra o frágil Água Santa. Ficou mais nítido que Hernanes, com 34 anos, não dá sinais de recuperação física. Parece um vírus. Liziero, 21 anos, repete os gestos e a lentidão do veterano companheiro. O esquema cauteloso, matou Pablo em campo. Arboleda sobreviveu ao Palmeiras e Pato entrou com disposição de um calouro. Ainda não consigo entender a lógica de manter Juanfran no time depois de investir em Igor Vinícius. Um mistério indecifrável.