top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

DUELO DE GIGANTES


O grupo E da Copa do Catar é o único que apresenta o enfrentamento de dois campeões, Alemanha e Espanha. Dia 27 de novembro vai acontecer o duelo que deve definir a classificação das duas seleções. Será o primeiro grande jogo do Catar. Os coadjuvantes do grupo são Japão e Costa Rica. As favoritas levam jovens revelações e o ponto de desequilíbrio à favor da Alemanha é o número de jogadores campeões.


A Alemanha já fez oito finais de Copa do Mundo, ergueu a taça quatro vezes e só perde para o Brasil em importância na competição. O vexame na Copa da Rússia, foi eliminada na primeira fase como pior do grupo, deve fazer os alemães resgatarem seu prestígio no Catar. Quem comanda a seleção é Hansi Flick ( Foto/Crédito - @BayernGalaxy), auxiliar no título de 2014 e com recém conquistas importantes pelo Bayern Munique. Ele foi escolhido para resgatar a seleção e preparar um time forte para a Euro 2024 que será disputada na Alemanha.


Já a Espanha também busca melhorar a imagem da última Copa. A Fúria parou nas oitavas de final nos pênaltis diante dos donos da festa, a Rússia. O time mágico, campeão em 2010, ficou na memória. O time atual tem mais promessas e menos posse de bola. Conta a favor dos espanhóis a semifinal da Eurocopa 2021. Mais uma vez perdeu vaga nos pênaltis. O desempenho contra a Alemanha deve apontar o nível de esperança dos espanhóis na Copa do Mundo.


Japão que por três vezes alcançou as oitavas de final e Costa Rica, zebra no Brasil em 2014 ao chegar às quartas de final, devem ser coadjuvantes e jogo teste para os gigantes do grupo. Estrategicamente, o Japão define a posição da Espanha e a Costa Rica, da Alemanha. Em Copas, a Alemanha venceu a Espanha duas vezes em quatro jogos. A Espanha venceu o último encontro em 2010 e terminou campeã do mundo. Será equilibrado e um duelo de gigantes para alegrar a fase de grupos da competição no Catar.



Comments


bottom of page