• Futebol em Rede

Dudu no Palmeiras


Dudu ( Foto – Divulgação ) no Palmeiras já atingiu a posição de ídolo. Um dos jogadores decisivos do elenco, chegou à marca de 300 jogos e 70 gols pelo clube na vitória diante do Guarani no Campeonato Paulista deste ano. Acumula títulos importantes, dois brasileiros e uma Copa do Brasil. O problema é não ter oportunidades ou não emplacar na seleção brasileira. Jovem, 28 anos, virou uma espécie de jogador de clube.


Desde a sua chegada ao Palmeiras houve empatia com o torcedor. O fato de ser disputado por rivais e dar um chapéu nos adversários para vestir a camisa verde, ajudou. Porém, deu provas de ser ótimo jogador. Decisivo com assistências e gols. Hoje, é o principal nome da equipe. No entanto, falta superar alguns obstáculos para alcançar o mesmo prestígio fora do clube. Tem um defeito, foge das cobranças de pênaltis. Luxemburgo parece tentar quebrar esse estigma. Já bateu e marcou, mas perdeu pênalti contra o Guarani.


Na seleção brasileira fez três jogos e marcou um único gol, amistoso contra a Colômbia em 2017. Para o torcedor é injustiçado ao não ser lembrado. A concorrência é grande no ataque verde-amarelo. Gabriel Jesus atua na função e são vários os jogadores que se destacam na Europa e brigam por vaga. Tornar Dudu competitivo, passa pelo desafio de assumir protagonismo e apagar a fama do temor nos pênaltis. Guardada a devida proporção, uma espécie de Ademir da Guia dos tempos modernos. Ídolo no Palmeiras e esquecido na seleção.