• Futebol em Rede

Derrota e a dura realidade


Derrota e a dura realidade ficou exposta no Palmeiras após o clássico contra o Santos. Mano Menezes ( Foto – Divulgação ) viu em campo uma equipe sem reação. Acima de tudo, o adversário jogou meio tempo e mereceu o resultado. Parece que, lutar pelo título da temporada ficou muito distante. O Palmeiras não justifica o investimento. A culpa não é do treinador atual, nem do antecessor.


A imagem do Palmeiras é de alguém com muito dinheiro, que manda para a feira um empolgado funcionário fazer compras. Certamente, ele enche a sacola e fica a impressão de que não vai faltar nada. Aos poucos, descobre que trouxe muita baboseira e pouca solução. Pelo que comprou, ninguém passa fome. Porém, não dá para exagerar no jantar, nem causar boa impressão nas visitas.


O elenco tem falhas. Na zaga não há substituto com segurança. Os dois articuladores do meio campo, parecem ser adquiridos num saldão. No ataque, um estilo não casa com o outro. Além disso, mandar o cozinheiro se virar e dizer que gastou muito na feira, não garante um jantar de primeira. O treinador sabe que dá para buscar Libertadores. Para ir além, era necessário, uma lista de compras. A empolgação produz exageros e pouca utilidade.