• Futebol em Rede

Cruzeiro segura o River Plate e o VAR

Cruzeiro segura o River Plate e o VAR em Buenos Aires na abertura das oitavas de final da Libertadores. Certamente, o empate sem gols, deve ser comemorado. O River Plate, atual campeão, foi um pouco melhor e teve a ajuda do VAR em dois lances cruciais. O gol de Marquinhos Gabriel foi anulado por impedimento, por milímetros. Nos minutos finais, o VAR dedurou pênalti de Henrique. Suarez chutou fora para a alegria brasileira.

Acima de tudo, quem deu emoção ao jogo foi o VAR. Quase foi um jogador argentino. O gol anulado de Marquinhos Gabriel no início do segundo tempo, foi questionável. Depende do segundo que a imagem foi analisada. Mais digno de nota, o Cruzeiro só fez essa jogada. Seria um prêmio ao escandaloso esquema armado por Mano Menezes. No fim, Henrique fez pênalti ao segurar a camisa do adversário. O erro na cobrança compensou a bronca com o VAR.

Como resultado, tudo está em aberto para o jogo do Mineirão. O Cruzeiro precisa jogar mais do que fez em Buenos Aires. O goleiro Armani nem tocou na bola. Já o River Plate, terá que reagir, sem a ajuda do VAR, para seguir vivo na competição. Certamente, os dois times necessitam justificar o peso de suas camisas. Na primeira parte desse duelo, os times foram coadjuvantes do VAR.

#cruzeiro