• Futebol Alternativo

CRUEL REALIDADE ESCANCARADA

Durou apenas três jogos e 12 dias a passagem de Gallo como treinador do Santa Cruz, o que poderia ser só mais uma notícia da rotineira troca de treinadores que acontece toda hora no país, virou um triste desabafo e constatação da realidade de muitos clubes tradicionais graças ao sincero desabafo do treinador. " Venho me despedir nesse momento. Pedi demissão ao nosso presidente Joaquim e à diretoria e já dizendo que sinto muito essa curta passagem. Talvez esse meu pedido de demissão seja um alerta à nação coral. O Santa Cruz é um gigante adormecido e essa direção que aí está precisa do abraço dessa grande torcida e dessa nação que sempre fez a diferença em campo. Eu queria ter participado mais, mas não vejo, hoje, condições para que eu possa, em um curto espaço de tempo seguindo a evoluir com a equipe tecnicamente dentro de campo. "


" Acho que o Santa Cruz parou um pouquinho dentro dessa situação de estrutura e acredito que com todo o investimento do mundo ele vai demorar uns seis meses para trazer uma condição mínima de trabalho"


Gallo decidiu sair no dia seguinte à derrota coral diante do Sete de Setembro, que não vencia o duelo há 36 anos. Ou seja, trabalhou em apenas três jogos, com 1E e 2D, encerrando a sua 5ª passagem no futebol pernambucano, a 1ª no Santa. E mesmo poupando a atual diretoria , que na minha opinião parece perdida indo para o Quarto treinador em três meses, apontou problemas preocupantes e que sabemos não existe só no Santa Cruz . Infelizmente. O cada vez maior aumento de clubes empresa e bem estruturados como Retrô, Red Bull, Desportivo Brasil (só para citar alguns casos) demonstra que a tradição está sendo deixada para trás. Só Camisa e história não são mais suficientes no futebol atual. É preciso estrutra de trabalho, campos de treinamento, bons departamentos de marketing e comercial, salários em dia e ideias cada vez mais distante do esporte e perto do empresarial. Cada vez mais jogadores e treinadores vão procurar times onde possam receber em dia e trabalhar com condições ao invés de algum lugar só porque foi grande e tradicional Muitos clubes precisam correr atrás do prejuízo e não se ligaram disso. Ainda estão nos anos 90. Tem certeza que é uma jogada de m... no ventilador com boas intenções, muitos clubes precisam dessa balançada e mesmo com a diretoria coral rebatendo a fala de Gallo o trabalho sério é necessário para não se parar no tempo. Que mais treinadores tenha a coragem de Alexandre Gallo para escancarar a realidade dos ultrapassados clubes de futebol brasileiro.