• Futebol Alternativo

Como está a preparação dos Clubes para o início da Série C ?

Finalmente temos uma data. 8 de agosto. O presidente da CBF definiu o início da Série C para o começo do próximo mês e com isso os clubes participantes podem elaborar um planejamento e se preparar para o início da disputa. A ideia aqui nem é comentar se é cedo ou não, se tem condições de voltar no meio da Pandemia pegando pesado ou se vai dar problema. Vamos passar pelos clubes participantes para ver se estão contratando, treinando ou com elenco preparado.


Quem sai com boa vantagem é o Volta Redonda. Acabou de jogar a semifinal do campeonato carioca, está com time um pouco mais treinado do que concorrentes diretos do grupo como Ituano e São Bento. O primeiro ainda está em processo de teste de Covid de todo o elenco e comissão técnica, enquanto o azulão sorocabano vive dias de incerteza já que a cidade de Sorocaba está na faixa vermelha do plano São Paulo de flexibilização. Isso significa que as atividades esportivas são proibidas nessa fase. Ou seja, o São Bento precisa que a cidade avance pelo menos uma faixa para ter o aval da prefeitura municipal e do governo estadual para retornar aos treinos.


No grupo B, destaque também para os clubes catarinenses. O estadual volta já no próximo dia 8 com partidas decisivas e Tanto Criciúma quanto Brusque já treinam forte e com bola desde metade do mês passado.


Outros que estão num estágio a frente dos adversários são os clubes paraenses. O Paysandu, por exemplo, já está com o elenco e comissão técnica confinada na Curuzu realizando treinamentos para o reinicio do parazão marcado para o dia 1º de Agosto. No grupo A quem também já está treinando com Bola é o Santa Cruz, que vai sofrer muito com o acúmulo de jogos, pois disputará quatro torneios simultaneamente e com o pouco treino físico pode sofrer bastante com a performance de seus atletas.


Infelizmente, assim como o já citado São Bento, há clubes quem nem voltaram aos treinamentos ainda. O Vila Nova por exemplo sofre com o decreto da Prefeitura de Goiânia que proíbe atividades como os treinos de futebol na Capital, a diretoria do tigre até conseguiu liminar para poder treinar, mas que foi rapidamente derrubada. Para efeito de comparação, Goiás e Atlético que disputam a série A tiveram que ir para o interior do estado poder treinar. Ou o Vila procura outra cidade para treinar ou espera ser liberado definitivamente para voltar ao seu CT em Goiânia.


Já no Interior do Maranhão o Imperatriz vive situação financeira crítica causada pela pandemia e não possui recursos para testagem de Covid-19 no elenco, comissão técnica e demais funcionários.


A dura missão dos clubes agora é preparar o planejamento para o início do campeonato. Com tantas realidades diferentes não é tão complicado apontar quem sairá na frente na disputa que será atípica e desequilibrada.