• Futebol Alternativo

Com Show de Wallef e Phillip Afogados faz história

Histórico. O que aconteceu na noite de quarta feira de cinzas no estádio Vianão é daqueles resultados que serão lembrados daqui 15, 30 anos. Do nível de Asa de Arapiraca, Baraúnas e Linhares.


De um lado um dos gigantes do Futebol Brasileiro com folha salarial de 9 milhões de reais, do outro um clube novo do interior pernambucano com apenas 6 anos de história e folha salarial de 100 mil reais. Para se ter uma idéia, O maior salário do Afogados equivale a 1% do que Tardelli recebe no Galo.


Acontece que é no campo que se decidem as diferenças no futebol e o Afogados foi melhor o jogo inteiro. No primeiro tempo o único destaque foi a bola na trave de Guilherme Arana, um dos poucos do galo que se salvaram na partida.


No segundo tempo a Coruja sai na frente aos 16 minutos com uma paulada de fora da área de Candinho. O Atlético empatou logo em seguida com Gabriel. Quando parecia que o Atlético ia passar a controlar as ações, o Afogados marcou o segundo gol, com linda jogada de Philip, aos 27 minutos. O Galo voltou a pressionar e empatou aos 33 minutos, com Ricardo Oliveira, após assistência de Guilherme Arana. O 2 a 2 permaneceu até o fim e levou a disputa para os pênaltis.


E foi aí que surgiu o herói da partida. Com seu Boné que é sua marca registrada, o goleiro Wallef defendeu duas cobranças de Penalti e o Afogados foi buscar uma classificação histórica.


Com a vaga garantida, o Afogados recebe mais R$ 1,5 milhão e vai usar o dinheiro para comprar o terreno para iniciar a construção de um Centro de Treinamento. O time agora espera o vencedor do confronto entre Ponte Preta e Vila Nova-GO, que acontece nesta quinta.