top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

CHOCOLATE DE SENEGAL.E QUEM FOI VER VINI JRVIU UM “MANÉ” GENIAL

Olá amigos.


É hora de cairmos na real e de acabarmos com a saudade: faz tempo que não somos mais os melhores do mundo. Não temos mais o melhor futebol do mundo. Não jogamos mais o melhor futebol do mundo. Depois de 2002, nosso último título mundial, fomos notando, ano a ano, essa queda.

Agora, infelizmente, a realidade é outra.

Os nossos adversários passaram a acreditar que poderiam e podem nos vencer.

Nesta data FIFA, em Barcelona, vencemos Guiné por 4 a 1. Adversário fraquíssimo e resultado esperado, é claro.

Lá, mais uma vez um canalha espanhol protagonizou outra cena de racismo e foi contra um assessor de Vini Jr que no saguão do estádio – câmeras mostram isso – tirou do bolso uma banana, apontou-a para esse negro que é da equipe do craque dizendo: “Levanta as mãos”.

Uma pena que o rapaz não deu um soco na cara ou um pontapé na virilha do estupido.

Fomos para Lisboa enfrentar a vencedora seleção de Senegal, potência do futebol africano e ao final da partida um chocolate: 4 a 2 que, temos que reconhecer, ficou baratinho pelo que jogamos.

Saímos na frente na frente. Logo aos 12 minutos 1 a 0, gol de Lucas Paquetá. Parecia que íamos dar um passeio.

Vini Jr nos primeiros 15 minutos muito procurado e acionado. Todavia a marcação era implacável. Eram três jogadores nessa função de marca-lo. Um colado e no primeiro combate, bem de perto; um segundo jogador para eventuais sobras e impedindo a vantagem se se livrasse do primeiro; e um terceiro para fazer falta, parar a jogada se fosse necessário.

Eles viraram para 2 a 1, com gol contra de Marquinhos, fizeram 3 a 1 que depois marcou o segundo gol brasileiro e depois Mané liquidou a partida, com um sonoro 4 a 2.

Todo segundo tempo foi da equipe africana.

Ramon Menezes demorou muito para colocar no time o Raphael Veiga. Deveria ter voltado para o segundo tempo já com o meia palmeirense, um dos melhores jogadores do nosso futebol atual.

Colocou no time aos 20 minutos do 2º tempo e fora da sua real posição.

Enquanto isso Mané deitava e rolava. Joga muito. Veloz nos contra ataques descontrolava a defesa brasileira.

Repito: ficou barato perder só por 4 a 2.

Reflexos do aproveitamento dessa data FIFA: CBF ganhou uma graninha e vimos a confirmação de que não somos mais os melhores do mundo.

Ramon Menezes acha que pode ser técnico da seleção. Disse isso após a partida.

Essa ida a Europa, definitivamente confirmou que Ancelotti virá mesmo na metade do ano que vem assumirá a seleção.

Até lá colocará um interposto seu, de sua equipe para trabalhar com a seleção já nas Eliminatórias que começarão neste 2º semestre. Paulo Roberto Falcão será outro interposto (já trabalhou com Ancelotti e são amigos). Isso está claro irá acontecer.

Agora - é a nossa esperança - que as equipes de base do nosso futebol revelem excelentes jogadores.

Sem saudosismo, os nossos atuais jogadores, com raras exceções, estão longe dos craques de antigamente.

Reitero: hoje não somos mais os melhores do mundo.

Um abraço.

Lucas Neto



Comments


bottom of page