• Futebol em Rede

Chance de repensar o calendário


Chance de repensar o calendário do futebol. E já estamos perdendo tempo. O futebol deveria adotar um calendário único em todo o planeta. Essa uma boa sugestão do presidente da FIFA, Gianni Infantino ( Foto – Divulgação ), em recente entrevista no UOL. Lógico que existem situações climáticas que atrapalham um calendário globalizado. Não será uma medida fácil de adotar, mas ajustar o relógio do futebol no planeta vai contribuir, inclusive para combater a situação de penúria pós-pandemia.


Um ajuste na situação já é necessário faz tempo. Europa é o principal mercado da bola para atletas e onde os investimentos são mais efetivos e maiores. Com a situação que vivemos, contratos serão encerrados. A colheita vai acontecer nos mercados menos favorecidos e os preços irão cair. Um novo calendário unificado, pode dar tempo de respiro para os mercados menos favorecidos e fazer ajustes no mercado europeu. É uma chance de ouro.


Acredito que adotarmos um calendário unificado pode ajudar e muito a dar estabilidade ao futebol. Competições simultâneas entre Europa e o resto do planeta, evita que mercados mais frágeis percam atletas e esvaziem competições. Todos numa mesma temporada, com começo, meio e fim. Não precisa ser radical. Façam ajustes necessários em curto espaço de tempo para contratos e aos poucos a situação pode ficar mais igualitária. Com transferências de atletas em períodos fixos, sem destruir o que vem sendo disputado.


A grande dificuldade estará nos contratos em andamento. Aproveitem a necessidade de ajustes nesses contratos para estendê-los ou encurtá-los de acordo com a nova realidade. Com competições nacionais sendo disputadas ao mesmo tempo, o entra e sai dos clubes e até o planejamento financeiro, serão facilitados. É uma boa ideia para ser debatida nesse período de bola parada no planeta. Enxugar competições e fazê-las com base num critério global, outra ideia inteligente.