• Futebol em Rede

BRASILEIRÃO: ME ENGANA QUE EU GOSTO


Um grande e emocionante show de ilusões.


Desta forma pode ser definido o Campeonato Brasileiro de 2022, pelo menos em suas quatro primeiras rodadas. Ao analisarmos a tabela de classificação, veremos que entre os melhores colocados aparecem clubes que nem mesmo nos sonhos de seus mais fanáticos torcedores poderiam ocupar a posição que ora ocupam. Da mesma forma, equipes apontadas como as favoritas estão, neste momento, em colocações intermediárias ou, até mesmo, abaixo daquelas em que de fato deveriam aparecer.


A razão para este quadro é bastante simples: dos 20 times que disputam a Série A nada menos do que 19 participam simultaneamente de outras competições – Copa Libertadores da América, Copa Sul-Americana e/ou Copa do Brasil. A única exceção é o Avaí/SC. Desta forma, nada mais natural que exista a divisão de forças entre todos os torneios, até porque o Brasileirão ainda está bem no começo e, claro, ninguém tem elenco suficiente para tantos jogos ao mesmo tempo.


É por isso que ao analisarmos os números atuais notamos a presença, por exemplo, do Bragantino na vice-liderança ou do Coritiba/PR na quarta colocação. Por mais surpreendente que seja o futebol, acreditar que ambas as equipes possam manter tais posições até o fim do torneio é quase impossível. Aliás, que me perdoem os milhões e milhões de corintianos, mas o mesmo se aplica ao Timão: somente por um milagre veremos o time de Parque São Jorge manter a condição de líder por muito tempo – não por ser um time fraco, mas por outros times serem mais fortes.


Encontram-se, neste caso, Flamengo/RJ e Palmeiras. Ao lado do Atlético/MG, ambos são os mais fortes e, consequentemente, os maiores favoritos à conquista deste título nacional. Se o Galo, neste início de Brasileirão, cumpre o que dele se espera e está em terceiro lugar, o mesmo não se pode afirmar em relação ao Porco e ao Urubu, respectivamente 11º e 12º colocados no momento. Mas pode acreditar, prezado internauta: não demora muito e tanto o alviverde quanto o rubro-negro estarão entre os melhores.


Apenas para fortalecer esta ideia, confira quais eram – pela ordem - os quatro primeiros colocados do Campeonato Brasileiro após a realização de quatro rodadas nas cinco últimas edições:


2021 – Fortaleza/CE, Atlético/PR, Atlético/MG e Bragantino 2020 – Vasco da Gama/RJ, Internacional/RS, Atlético/MG e Bahia/BA 2019 – Palmeiras, Santos, São Paulo e Atlético/MG 2018 – Flamengo/RJ, Palmeiras, Corinthians e Vasco da Gama/RJ 2017 – Chapecoense/SC, Corinthians, Grêmio/RS e Coritiba/PR


Da relação acima, apenas em seis oportunidades estes quatro clubes terminaram a disputa em posição igual ou superior à que se encontravam depois das quatro rodadas iniciais: Corinthians (1º em 2017), Palmeiras (1º em 2018), Santos (2º em 2019), Internacional/RS (2º em 2020), Atlético/MG (3º em 2020) e, novamente, Atlético/MG (1º em 2021).


Portanto, torcedor, tenho para você duas notícias, uma ruim e outra boa, dependendo de por qual equipe você torce: a negativa é que se seu clube está, hoje, entre os primeiros, não significa que assim terminará a competição após as 38 rodadas; a positiva é que se seu clube ocupa no momento uma colocação não muito condizente com suas expectativas, isso tem grandes chances de mudar no decorrer do campeonato.

Márcio Trevisan é jornalista esportivo há 34 anos. Escritor com cinco livros publicados, começou no extinto jornal A Gazeta Esportiva, onde atuou por 12 anos. Editou várias revistas, esteve à frente de vários sites, fez parte de mesas redondas na TV e foi assessor de Imprensa da S. E. Palmeiras e do SAFESP. Há 17 anos iniciou suas atividades como Apresentador, Mestre de Cerimônias e Celebrante, tendo mais de 450 eventos em seu currículo. Hoje, mantém os sites www.senhorpalmeiras.com.br e www.marciotrevisan.com.br. Contatos diretos com o colunista podem ser feitos pelo endereço eletrônico apresentador@marciotrevisan.com.br