• Futebol em Rede

Botafogo 1 x 0 São Paulo. O gol foi de Didi, mas os Trapalhões estavam do outro lado

Botafogo 1 x 0 São Paulo. O gol foi de Didi, mas os Trapalhões estavam do outro lado. Fernando Diniz deu folga para os supostos titulares que jogaram na altitude de Juliaca, no Peru, para o fraco Binacional e botou um time reserva contra o Botafogo, em Ribeirão Preto. Deu muita chance para os adversários e saiu com muito mais dúvidas do que quando entrou em campo. O time reserva do tricolor não existe, não há um jogador que possa dar esperança para um futuro melhor levando-se em consideração o jogo desse domingo. É muito fraco.



Apenas Thiago Volpi que é titular é que jogou. Inclusive o goleiro, na minha opinião, poderia ter feito coisa melhor para evitar o gol de cabeça do zagueiro Didi. Agora é moda goleiro cair para trás quando tenta a fazer a defesa. E foi o que aconteceu, quando caiu ao invés de tocar a bola para escanteio, tocou para dentro do gol. Não foi um frango nem uma falha assombrosa, mas era gol evitável e tudo terminaria num modorrento 0 x 0 como merecia o jogo.



Com o medo de uma contusão, ou coisa que o valha, Diniz escalou um time para perder e apenas criou mais um problema. Agora acumula duas derrotas seguidas e terá que vencer a LDU, quarta-feira, no Morumbi, de qualquer maneira se pensa em se classificar na Libertadores, mas com o peso de mais um mal resultado no lombo. Não precisava folgar todo mundo. Podia levar um time mesclado até porque o jogo seguinte é só na quarta-feira. Tem tempo de se recuperar.



É muita frescura com jogador de futebol hoje em dia. São tratados como Bibelôs. Parece que são de cristal. É excesso de zelo. O fisiologista está escalando mais o time que o treinador. É uma trapalhada atrás de outra. Até o Didi se aproveitou da situação. Sinal dos tempos.