• Futebol em Rede

Barcelona descobriu Mateus Fernandes antes do Palmeiras

Barcelona descobriu Mateus Fernandes antes do Palmeiras. É o que se informa por aí. Desde que ele estava na base do Botafogo já era monitorado pelo clube catalão. No Palmeiras só jogou 12 partidas, fez um gol e agora o clube espanhol oferece 6 milhões de euros (cerca de mais de 24 milhões de reais) pelo atleta. É um negócio que causa estranheza.


Não é nada ilegal tentar comprar uma jovem promessa. Mas esse olheiro do Barcelona deve ter um olho muito aguçado. Mateus jamais foi titular no Palmeiras, já tem 21 anos de idade, nem um reserva imediato foi na cabeça de área alvi-verde e vale tudo isso? Será que andou vendo os treinos fechados? Será que o Palmeiras não sabia do seu potencial, não sabia que ele servia até para o grande Barcelona e mesmo assim o preteriu?


Foi falha dos técnicos que passaram pelo Palmeiras que não o notaram? E porque Luxemburgo também o está liberando se a proposta se concretizar? O Barcelona tem alguns negócios estranhos na sua história. A contratação de Keirrison e Henrique, do Palmeiras, Douglas, do São Paulo, e outros mais, sem falar na nebulosa negociação de Neymar com o Santos.


Mateus Fernandes virou a bola da vez, mas se depender do que mostrou até agora jamais será titular do Barcelona que tem muita gente boa na sua posição. Mas se ficar no Palmeiras, se é o que dizem que é, poderia até ser titular agora que Felipe Melo deve virar zagueiro. São as negociações esquisitas desse capitalista futebol mundial.


Só lembrando que foi uma negociação meio nebulosa do Barcelona que derrubou Vanderlei Luxemburgo a última vez no Palmeiras. O atacante Keirisson tinha uma cláusula no contrato que obrigava o Palmeiras a negocia-lo se houvesse uma proposta do Barcelona e não é que a proposta chegou. É o chamado contrato feito por uma Pitonisa. Keirrison jamais jogou no Barcelona, a exemplo de Henrique, mas foi para a Espanha.


Na época, Luxemburgo estrilou contra a venda já que o atacante era seu titular e vivia um bom momento, coisa que nunca mais viveu após o episódio. A diretoria achou que o técnico extrapolou nas críticas e o demitiu. Diante disso, acho que se for perguntado hoje sobre essa estranha proposta do Barcelona por Mateus Fernandes, Vanderlei não se pronunciará. Dois erros iguais, não. Deixa os dirigentes se virarem com as explicações, não é Vanderlei?