top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

AS BOAS NOTÍCIAS DO E PARA O FUTEBOL


Olá amigos. Esta semana de Carnaval começou com excelentes notícias para o futebol brasileiro. Todas elas aconteceram na sede da CBF no Rio de Janeiro e foram anunciadas pelo presidente Ednaldo Rodrigues.


Em nosso comentário da semana passada, quando abordamos o tema de técnico para a Seleção Brasileira, enfatizamos que até a contratação do treinador que irá preparar a nossa Seleção para o mundial de 2026, a CBF deveria colocar interinamente no cargo o Ramon Menezes, técnico da Seleção Sub 20 que foi campeã sul americana invicta da categoria no torneio disputado na Colômbia.


Essa vitória garantiu a nossa Seleção no Mundial da categoria que acontecerá na metade do ano. O Uruguai, segundo colocado, também se classificou. Perdeu a final, 2 a 0 para o Brasil e, pra variar, deram botinadas durante o jogo e, derrotados, criaram confusões e agrediram nossos jogadores, arbitragem, etc. Continuam maus perdedores.


Enquanto espera se para o próximo Mundial, o técnico será o Ancelotti ou o Abel Ferreira (prefiro o Abel com a sua Comissão Técnica), o Ramon cuidará da principal. Foi um bom jogador e fez excelente trabalho até aqui na Sub 20. É funcionário da CBF.


E as boas notícias continuam.


O Conselho Técnico da CBF se reuniu no Rio no começo desta semana e mais boas notícias.

Alguns clubes das Séries “A” e “B” dos campeonatos brasileiros de clubes defenderam a tese de que o Rebaixamento deve passar de 4 para 3 times. E mais, que isso comece a vigorar já neste ano.


Houve maioria, felizmente, no sentido de que qualquer mudança neste sentido, impôs o presidente Ednaldo, que isso só se aplique a partir do ano que vem.


E mais, parabéns a ele, que nessa reunião do Conselho Técnico participem todos os presentes dos clubes das Séries “A”, “B”, “C” e “D”.


Estou entre os que preferem o rebaixamento de 4 equipes. Os campeonatos ficam mais atraentes e competitivos. Para “evitar” essa catástrofe (o rebaixamento), os dirigentes dos clubes trabalham mais, contratam mais, investem mais e as torcidas ficam ainda mais importantes. Importantes, desde que apoiem mais as suas equipes, exijam mais dos dirigentes dos seus clubes, dos seus atletas, MAS SEM VIOLÊNCIA.


Ao final da reunião se decidiu: os estrangeiros inscritos para os campeonatos passem a ser de 7 atletas, porém, com apenas 5 inscritos por partida.


O São Paulo, que tem 8 estrangeiros, foi quem mais defendeu essa tese, é claro. Mas 7 já está de bom tamanho. Precisamos também preservar os jogadores brasileiros e os investimentos na base.


Graças a Deus, a base está mostrando a sua importância e que é o melhor caminho.

Um abraço.



Comments


bottom of page