top of page
  • Foto do escritorFutebol em Rede

Arthur Gomes começa a despontar no basquete português


O amante do basquete precisa guardar na memória esse nome: Arthur Gomes, o Tutu, hoje com 15 anos e 1m88, que é filho do conceituado jornalista Cesar Gomes (repórter da Rede Globo). O jovem nasceu e cresceu em New Jersey, nos Estados Unidos, mas atualmente reside e joga em Portugal. Com isso, possui três nacionalidades: brasileira, norte-americana e portuguesa.

De acordo com o pai, o basquete está presente no sangue, na mente e faz parte do dia-a-dia do garoto, que pratica a modalidade há muitos anos, com amor, respeito e dedicação. “O Arthur joga basquete desde sempre. Começou com o recreativo do YMCA e passou ao competitivo em um time da Flórida: Penny Basketball Academy. Quando mudamos para Portugal, antes mesmo de encontrarmos um apartamento, procuramos um time para o Arthur. Ele entrou no sub-14 do SC Braga”, explica Cesar.

E, as boas performances do promissor atleta já demonstram o resultado de toda essa dedicação. Logo no primeiro ano no basquete português, Tutu comemorou a conquista da Série A do Campeonato Distrital e a classificação para o Campeonato Nacional de sua categoria. A pandemia, claro, atrapalhou e o Campeonato Nacional daquele ano não aconteceu.

“Na volta da pandemia, já no sub-16, o Arthur ganhou novamente o Distrital e, aí sim, disputou o Nacional. O SC Braga terminou no sexto lugar (Norte). Ele jogou bem a temporada e foi convocado para a Seleção Distrital, da Associação de Basquetebol de Braga, para disputar do Torneio de Albufeira”, relembra Cesar.

Esse torneio é uma grande festa, a maior de Portugal, que reúne equipes de todo o país (sub-14 e sub-16) no Algarve. “É o sonho de todo moleque aqui. E conseguiram se classificar para a Divisão A do ano que vem, que era o objetivo”, observa o jornalista.

Mais uma vez Tutu se destacou. Com isso, foi chamado para os treinos de observação da Seleção Portuguesa Sub-15, que está sendo preparada para disputar o Europeu Sub-16 em 2023. “Esses treinos começaram com 50 atletas. Ele ficou entre os 12 escolhidos finais. Com a Seleção Portuguesa, o Arthur disputou um torneio em Oeiras e alguns jogos amistosos contra a seleção da Polônia”, explica Cesar.

O pai relembra que nas partidas contra o selecionado polonês, Tutu esteve entre os cinco iniciais em todos os jogos, com média de quase 30 minutos por jogo.

Hoje, Arthur é o capitão da equipe A do SC Braga, que é apontado como um dos favoritos para conquistar a vaga nas finais do Nacional. Além disso, o jovem está focado em garantir o seu lugar na seleção para jogar o Europeu. Arthur também atua com a equipe A do Sub-18 do mesmo SC Braga.

Futuro? Arthur sabe bem o que almeja para a sequência da sua carreira. “Ele quer ser profissional e tem como inspiração alguns jogadores, entre eles os brasileiros Marcelinho Huertas e Tiago Spliter, pela passagem no basquete europeu. Sou suspeito para falar, mas o Tutu é mega dedicado. Treina muito e leva super a sério. Quer mesmo isso para a vida. Acompanha o basquete daqui, do Brasil e Estados Unidos”, relata Cesar.

Para chegar aos seus objetivos, Arthur Gomes guarda com carinho uma frase: "todo jogador tem uma razão para jogar", proferida pela Coach Penny White, ex-jogadora que hoje comanda a Penny Basketball Academy, equipe pela qual atuou nos tempos de residência nos Estados Unidos.

“A razão do Tutu é o avô falecido (Edison DeMichelli), pai da Luciana (esposa). Ele pede proteção e reza para o avô antes de todos os jogos. As cestas importantes ele sempre comemora apontando para o céu”, finaliza Cesar Gomes.

Foto: Divulgação



Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page