• Futebol em Rede

Arbitragem brasileira está inventando o VAR sem imagem

Assim não dá.A arbitragem do Brasil está inventando pênaltis a torto e a direito. Inventaram o VAR sem vídeo, o VAR sem imagem. Eles ficam se comunicando para chegar à uma conclusão sem a imagem. A gente não tinha o VAR, o mundo girava do mesmo jeito, as polêmicas iam e voltavam e agora a gente tem saudade dele sem nunca ter existido no Campeonato Brasileiro. Só aparece nas fases mais decisivas da Copa do Brasil e ainda assim é mal utilizado pelos apitadores. Foi assim também na Libertadores. A expulsão do Dedé com VAR e tudo foi uma aberração.

Neste fim de semana os árbitros exageraram de novo. O pênalti que Dewson de Freitas, um árbitro nota 5, ruim demais para apitar um jogo tão bom, deu para o Cruzeiro, no Pacaembu, é um absurdo. Ah, foi o bandeirinha que deu, é o VAR sem imagem. Ele estava muito mal colocado e não viu que o zagueiro Gomes estava fora da área. Ele está lá só para isso e marcar impedimento. Ou seja, foi falta, não pênalti. Burrrrooooo.

No mesmo jogo, na minha opinião, o terceiro gol do Palmeiras feito de pênalti pelo próprio Gomes, também foi exagerado. O zagueiro do Cruzeiro dá o carrinho e Wilian chuta a bola no braço direito dele que está se apoiando no chão. Para mim isso é bola na mão. Quem foi que inventou essa regra desgraçada? Jogador vai ter que atuar sem braço, tem que quebrar a bacia e não pode botar a mão no chão para se defender da queda? Bisonho. Mas muita gente dá pênalti nesse tipo de lance. Eu não daria.

No Beira Rio, o pênalti que o árbitro inventou para o Internacional virar sobre o Vitória, 2×1, merece Boletim de Ocorrência. Dessa vez o Colorado não chorou e nem quis botar no DVD. Foi “criminoso”. O jogador Lucas Fernandes está fora da área quando toca a mão na bola e o árbitro depois de consultar seus companheiros de equipe de arbitragem (O VAR SEM IMAGEM), confirma o pênalti. D’Alessandro bateu e confirmou a vitória. Mexeu no Campeonato, pois manteve o time gaúcho com a mesma pontuação que o Palmeiras quando devia ter dois a menos que o alvi-verde e um a menos que o São Paulo, não fosse a arbitragem.

Outra aberração foi no jogo do Santos. Aos 48 do segundo tempo o árbitro Caio Max Vieira viu um pênalti no lateral-esquerdo Dodô. Foi vergonhoso. Na verdade, pelo que vi, foi Dodô quem fez falta metendo o braço esquerdo na bola e atropelando o lateral do Atlético Paranaense. Com esse pênalti batido por Carlos Sanchez o Santos ganhou por 1 x 0 um jogo que ia para o empate. É muito erro junto. Insuportável assim, Coronel Marinho.

#Internacional #Gomes #Dodô #Santos #palmeiras #DAlessandro