• Futebol em Rede

APOSTA ARRISCADA


O Corinthians anunciou seu novo comandante. Sylvinho ( Foto/crédito - @Corinthians ), ex-jogador do clube e novato como treinador, foi o escolhido para a vaga de Vagner Mancini. Faz muito tempo que o nome do ex-jogador frequenta os bastidores do clube como uma ideia original e promissora. Sua origem, o perfil de estudioso, o contato como auxiliar de Tite no clube e na seleção, contam a seu favor. Foram oito anos como assistente, cursos e uma tentativa relâmpago como treinador no Lyon.


Pode contar a favor de Sylvinho o fato de conhecer bem o ambiente que irá encontrar. Foi jogador do Corinthians durante cinco anos, ganhou títulos importantes e terá empatia da torcida nos primeiros dias. Ele conhece o trabalho do seu antecessor. Foi auxiliar de Mancini no Cruzeiro em 2011 e no Sport em 2012. Na seleção brasileira, chegou a ser cotado para assumir a seleção olímpica, mas fez aposta mais alta e foi ser treinador do Lyon com apoio de Juninho Pernambucano, ídolo do clube francês.


O sonho de Sylvinho de começar uma carreira promissora na Europa foi um pesadelo relâmpago. Durou exatos onze jogos e três vitórias. O Lyon estava em baixa como o Corinthians e apostou na novidade. Vi alguns jogos do Lyon no período. A inexperiência e a falta de resultados contaram para o final prematuro da aposta do Lyon. Foi um erro no planejamento da carreira. Começar na Europa, sem bagagem para segurar o plano de trabalho, encontrou mais resistência do que confiança.


Treinar o Corinthians é outra aposta arriscada. Apesar de ser estudioso, ter credencial de ex-jogador do clube e ter trabalhado como assistente técnico de Tite na seleção, é pouco para o que terá pela frente. Ele conhece pouco o elenco atual. Não vai ter chance de acertar em contratações, se houver investimento. Terá que fazer milagres com a prata da casa. As cobranças serão maiores no Corinthians do que no Lyon.


Só para ilustrar, compare com Fabio Carille. Foram anos como auxiliar de Mano Menezes e Tite, muita resistência, até encontrar quem apostasse nele como solução. Deu certo porque Carille tinha conhecimento profundo do que deu certo e errado nos trabalhos de Tite e Mano Menezes. Teve apoio do elenco que conhecia muito bem. Identificado com o clube e com a sombra vencedora de Tite, foi uma aposta acertada. Uma semente plantada no CT do Parque Ecológico que vingou.


Para apostar em Sylvinho, os dirigentes do Corinthians foram mais arriscados. Ele pode dar certo por vários motivos, mas terá que contar com a sorte e com paciência do torcedor numa situação financeira difícil para buscar soluções no mercado. Estudado e identificado com o clube, ajuda. A falta de experiência e o desconhecimento do momento do clube, não indica otimismo. Pode dar certo como eu acertar na Megasena. É pagar o preço da aposta e contar com a sorte. Pelo carinho que tenho pelo ex-jogador e pelo clube, desejo MUITA SORTE, vai precisar.