• Futebol em Rede

Alana Gonçalo fecha ciclo na Espanha


Uma experiência importante e recompensadora, assim a armadora Alana Gonçalo define sua passagem pelo La Salle Melilla, da Espanha, equipe pela qual disputou grande parte da Liga Feminina 02 – 2020/2021. A brasileira conseguiu atuações consistentes, liderou e ajudou sua equipe a se recuperar na classificação geral, garantindo presença nesta mesma competição na próxima temporada.

“Foi uma experiência incrível, pois tive a oportunidade de ser protagonista pela primeira vez numa equipe. Como mais experiente, capitã e armadora tive uma responsabilidade muito maior do que ocorreu na minha carreira inteira e acredito que dificilmente teria tido está oportunidade em outro lugar”, relatou a armadora, que notou diferenças nos estilos de jogo praticados no Brasil e na Espanha.

“O basquete espanhol, em minha opinião, é um pouco mais rápido, pois todos os times impõem um ritmo forte na defesa e tentam sair bem para o contra-ataque. Na meia quadra eles trabalham bem os passes, usando a velocidade”, complementou Gonçalo.

Com este ciclo encerrado, o próximo desafio será o retorno ao Ituano Basquete para disputar a Liga de Basquete Feminino (LBF) – 2021. Alana jogou uma única partida pelo time de Itu em 2020, depois a competição nacional foi paralisada por conta da pandemia de coronavírus.

A expectativa agora é que a LBF seja disputada até o seu final e o Ituano Basquete possa estar na grande final, brigando pelo título. “O objetivo é me incorporar ao elenco do Ituano e ajudar a equipe a atingir suas metas nessa edição da Liga de Basquete Feminino. A competição deste ano já tem se mostrado difícil e equilibrada, por isso, temos que estar na melhor forma para buscar os resultados positivos e obter uma boa classificação nessa fase inicial”, comentou Alana.

Além da atuação no basquete espanhol, a armadora já havia vivenciado outra experiência internacional: ainda na base jogou nos Estados Unidos, defendendo o New Mexico Junior College (2014-2016 – NJCAA) e a The University of Alabama (2016-2018 – NCAA).

No cenário nacional Alana Gonçalo da Silva, de 26 anos (23 de setembro de 1994), que é natural de São Paulo (SP), defendeu o Basketball Santo André/APABA (2018-2019) e o já citado Ituano Basquete (2020). Entre as suas principais conquistas estão: campeã Paulista em 2018 (Santo André), medalha de bronze na Liga de Basquete Feminino 2019 (Santo André) e medalha de bronze na AmeriCup 2019 (Seleção Brasileira).

Individualmente, Alana recebeu estes láureos: Freshman of The Year na temporada 2014/2015 (New Mexico Junior College), candidata a MVP da Conferência na temporada de 2015/2016 (New Mexico Junior College), Revelação do Campeonato Paulista em 2018 (Santo André/APABA) e Revelação da Liga de Basquete Feminino em 2019 (Santo André/APABA).