• Futebol em Rede

AJUSTES E OS RESULTADOS DO INTER


O Internacional briga pela ponta do Campeonato Brasileiro e venceu o duelo tático dos argentinos Coudet/Sampaoli. O fator casa tem ajudado o time gaúcho, porém a postura mais cautelosa é que tem rendido bons resultados. O Colorado passou a jogar num 4 4 2, sem usar os laterais no ataque. Musto foi para o banco e a aproximação dos meias faz a alegria de Thiago Galhardo. Exemplo, Patrick ( Foto – Divulgação ), foi o nome do jogo contra o Atlético Mineiro.


A contusão de Guerrero ajudou nesse ajuste da equipe. Sem seu principal jogador de área, Coudet desistiu dos cruzamentos e dos avanços dos laterais. De posse da bola, Patrick abre na esquerda e Edenílson na direita. Cabe a Boschilia fazer a armação. Patrick deu assistência para o gol do jogo, finalizou e voltou a aparecer no time. Sem a posse de bola, os meias compõem a segunda linha de marcação. O ajuste fez o time ficar mais equilibrado e a contra indicação, mais defensivo.


O fator casa chama a atenção. Foram três jogos (Santos, Atlético GO e Atlético MG) e três vitórias. Tem peso para o time estar na liderança, mas é a nova postura que faz a diferença. O argentino Coudet gosta de mexer na equipe. Contra o Botafogo, fora de casa, pode testar melhor a nova formação. Caso volte a apostar nos três zagueiros com Musto e tentar o ataque com os laterais, corre o risco de quebrar o encanto. Não sei na Argentina, mas no Brasil, time que está ganhando, não se mexe.