• Futebol em Rede

Agora o "apito amigo" é do Galo

A expressão "apito amigo" foi criada pelo competente Milton Neves, um cara que não gosta de frase feita, gosta de frases bem feitas, e essa é uma delas. Se referia diretamente ao Corinthians na época de seu programa na TV Record quando mandou fazer um Apito enorme, como diria o então presidente corintiano, Alberto Dualib, do tamanho de uma criança de 5 anos.



Como tudo que o Milton toca é sucesso a frase correu o mundo e hoje serve para explicar muitos erros de arbitragem no futebol. Mas a verdade é que nós brasileiros, estou também me incluindo, gostamos de buscar teorias da conspiração e explicação além campo para justificar ou maldizer resultados. Não sou ingênuo a ponto de pensar que não existe desonestidade em meio a arbitragem. Como em qualquer segmente, inclusive no jornalismo, há os bons e os ruins, os competentes e os incompetentes. Não embarquemos no modismo politicamente correto dizendo que o céu é sempre azul para agradar gregos, troianos, corintianos e atleticanos. Aliás, quando era jovem já não me preocupava em agradar à toa, agora que estou mais velho menos ainda.



Mas agora o "Apito Amigo" é atleticano. Sabe porque? Porque no Brasil o time que está liderando logo é acusado de esquema com arbitragem. Parece difícil demais para nós brasileiros aceitarmos que o adversário é melhor que o time da gente. Sempre procuramos uma explicação extra-campo acusando esquemas nebulosos para aplacar nossa própria incompetência.



Ah, o Atlético tem dinheiro. Ah, o Atlético já comprou o Campeonato. Ah, já está tudo certo para ganhar. Está mesmo? Daí se o Flamengo passa a frente ou mesmo o Palmeiras, o esquema muda de endereço. As pessoas precisam entender que o time que está na ponta é sempre o mais visado. Haverá erros e acertos contra o Atlético. Faz parte do jogo principalmente num Campeonato de 38 rodadas.



Contra o Palmeiras parece que caiu o Mundo. O árbitro tirou o Palmeiras do jogo, facilitou a vida do Atlético, dizem os mais revoltados. A expulsão de Patrick de Paula e dos intempestivos portugueses que dirigem o time pode ter tido influência, mas na minha opinião, o Galo era favorito e também melhor no 11 contra 11. Hoje joga o melhor futebol do país e continua se reforçando. Talvez seja o ano que o Atlético esteja esperando desde 1971, quando foi o primeiro campeão brasileiro da nova era.



Se falou por muito tempo que o Flamengo era o time da Rede Globo e da CBF, mas ficou um tempão sem ganhar nada. Só ganhou quando se organizou e montou um bom time. Diziam também na época de João Havelange na Fifa que o Brasil seria beneficiado. Pois ele foi presidente de 1974 a 1994 e o Brasil ficou 24 anos sem ganhar Copa do Mundo. Quando o Palmeiras montou um timaço na era Parmalat se dizia que todos estavam comprados. O São Paulo, que tornou-se o maior adversário da época, inventou o Esquema Parmalat sugerindo manobras de bastidores para o Verdão voltar a ganhar se esquecendo que montaram verdadeiras Seleções no velho Parque Antártica.



Quando o Corinthians na última década começou a ganhar tudo depois de ter caído para segunda divisão, o que mais se ouvia era que o time só era campeão por causa da arbitragem. Foi campeão da copa do Brasil, da Libertadores, Mundial e de vários Brasileiros. Todos roubados? Em 2015 teve a melhor defesa, o melhor ataque, foi o mais disciplinado e o que mais venceu. Com Carile venceu um Campeonato que ninguém acreditava que podia vencer. Houve erros a favor do Corinthians? Com certeza. Houve erros contra o Corinthians? Com certeza. Agora que o time está no meio da tabela e longe das disputas internacionais o "esquema" acabou?



Reconhecer o mérito do adversário não dói e faz bem. Deixa a alma mais tranquila e evita discussão inútil. Os erros e acertos vão continuar acontecendo. Afinal, somos seres humanos. Vivemos de emoções, mas que tal usar um pouco a razão? O resto é masoquismo puro. Ah, antes que me perguntem: O Brasil não vendeu a Copa de 98 para a França. O Brasil tinha um belo time, mas a França também e mereceu ganhar. Parabéns a eles.



Antes que me esqueça, data hoje (16/08/21), o Atlético Mineiro é o grande favorito para conquistar o Brasileiro. Tem mais time e está jogando muito. Vamos ver as próximas rodadas. Seria até bom um campeão fora do eixo Rio-São Paulo. Acho até que seria salutar. É o que penso.